Saúde

Espanha detecta 59 casos de varíola do macaco e comprará vacinas através da UE

País tem ao todo 171 casos suspeitos

Varíola dos macacosVaríola dos macacos - Foto: Andrea Maennel, Andrea Schnartendorff / RKI Robert Koch Institute / AFP

A Espanha detectou nesta quarta-feira (25) 59 casos de varíola do macaco e anunciou que vai comprar vacinas e antivirais em um programa conjunto da União Europeia (UE), anunciou o governo. 

Os casos positivos foram detectados por teste de PCR e 20 deles confirmados por sequenciamento genético, anunciou a ministra da Saúde Carolina Darias, em entrevista coletiva. 

No total, 171 casos suspeitos foram detectados no país.

A Espanha vai adquirir as vacinas Imvanex e os antivirais Tecovirimat através da Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias (HERA), afirmou a ministra.

A HERA, que se reuniu na manhã desta quarta-feira (25), colocará "a disposição dos estados -membros a vacina contra a varíola, neste caso, a Imvanex", disse.

A Imvanex, do laboratório Bavarian Nordic, é um imunizante de terceira geração autorizado na Europa desde 2013 e indicado contra a varíola em adultos.

Não há tratamento nem vacinas específicas para a varíola do macaco, mas os surtos podem ser controlados com imunizantes contra a varíola, segundo a OMS.

A varíola do macaco, detectada recentemente na Europa e América do Norte, é uma doença pouco comum, originária da África.

Veja também

Pernambuco abre seleção com 46 vagas para professores do Pronatec prisional; salário é de R$ 3,9 mil
Concursos e Empregos

Pernambuco abre seleção com 46 vagas para professores do Pronatec prisional; salário é de R$ 3,9 mil

Polícia indicia madrasta por envenenar enteados; perícia diz que ela tentou apagar rastro em celular
RIO DE JANEIRO

Polícia indicia madrasta por envenenar enteados; perícia diz que ela tentou apagar rastro em celular