Esposas de policiais militares realizam ato no Recife

Mulheres fazem caminhada em repúdio "ao tratamento do Governo com a categoria"

Caminhada de esposas de policiais militaresCaminhada de esposas de policiais militares - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Esposas de policiais militares (PMs) que atuam em Pernambuco foram recebidas pelo governo do Estado após realizarem um ato na tarde desta terça-feira (3). O grupo pede mais valorização à categoria policial, melhores condições de trabalho, além de serem contra o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES) e outras demandas dos PMs.

O ato, denominado de "Caminhada da Família Policial e Bombeiro Militar em Busca de Respeito e Dignidade", seria em repúdio ao tratamento do Governo com a categoria, segundo as manifestantes. A iniciativa foi organizada pelas esposas do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE).

O objetivo das companheiras de Albérisson Carlos e Nadelson Leite - Verônica Souza e Jane Leite, respectivamente - seria mostrar a insatisfação da família com a "perseguição imposta pelo Governo de Pernambuco". Um grupo de cinco mulheres, incluindo as duas organizadoras, foi recebido no Palácio do Campo das Princesas pelo coronel Eduardo Pereira, chefe da Casa Militar.

As mulheres se concentraram na praça do Derby, área Central da capital pernambucana, desde 14h e saíram em caminhada por volta das 15h50. O grupo havia caminhado pela avenida Conde da Boa Vista - que teve o trânsito interrompido no sentido Centro.

Veja também

Covid-19: ministro nega priorizar vacinação de pessoas com deficiência
Pandemia

Covid-19: ministro nega priorizar vacinação de pessoas com deficiência

A corrida da nova geração de videogames
Tecnologia

A corrida da nova geração de videogames