Estação Santa Luzia terá integração temporal a partir de sábado

Acesso não terá cobrança de uma nova tarifa dentro do período de duas horas

Integração temporalIntegração temporal - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Assim como já ocorre em outras três estações do Metrô do Recife, a Estação Santa Luzia passará a funcionar com o esquema de integração temporal a partir do próximo sábado (10).

Segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), com a mudança, os três mil usuários que diariamente fazem a integração metrô/ônibus e ônibus/metrô na estação farão o segundo embarque exclusivamente com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM). O acesso não terá cobrança de uma nova tarifa dentro do período de duas horas.

Leia também:
Começa a valer integração temporal do TI Recife
Nova tarifa do metrô entra em vigor

Nessa semana que antecede o início da operação, uma ação educativa orienta os usuários sobre a mudança por meio de cartazes espalhadas nas estações de metrô, nas linhas que compõem a matriz de integração e no Terminal Integrado Santa Luzia.

Devido à mudança, o usuário que desembarcar no TI Santa Luzia em direção ao metrô deverá passar seu VEM na linha de bloqueio do metrô para ter acesso à Estação, sem o pagamento de uma nova tarifa.

No sentido contrário, ao sair do metrô e entrar no TI para embarcar nas linhas 102 - TI Santa Luzia/Ibura, 106 - TI Santa Luzia/Parque Aeronáutica e 204 - TI Santa Luzia/Loteamento Jiquiá, o usuário deverá acessar o ônibus obrigatoriamente pela porta dianteira e passar o cartão no validador do coletivo, girando a catraca para completar o embarque, sem o pagamento de uma nova tarifa.

A integração temporal já é realizada na Estação Cavaleiro desde julho de 2017, na Estação Largo da Paz desde junho de 2018 e na Estação Recife desde abril de 2019.

Veja também

Vigilância sanitária pode entrar na área comum de condomínios
Pandemia

Vigilância sanitária pode entrar na área comum de condomínios

Sebrae: pandemia reduz participação de mulheres nos negócios
Economia

Sebrae: pandemia reduz participação de mulheres nos negócios