Estado de Nova York estende quarentena até 15 de maio

NY atingiu o menor número de hospitalizações e mortes por Covid-19 em mais de uma semana

Hospital de campanha no Central Park, Nova YorkHospital de campanha no Central Park, Nova York - Foto: Cindy Ord / GETTY IMAGES VIA AFP

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, estendeu o fechamento de estabelecimentos comerciais e escolas no estado até o dia 15 de maio.

A medida foi tomada em coordenação com os governadores de Connecticut, Delaware, Massachusetts, Nova Jersey, Pensilvânia e Rhode Island, que estão localizados na mesma região de Nova York. "Um mês é bastante tempo. Depois disso, veremos o que as estatísticas vão dizer", disse Cuomo em entrevista coletiva.

Nesta quinta-feira (16), Nova York atingiu o menor número de hospitalizações e mortes por Covid-19 em mais de uma semana. Segundo Cuomo, a melhora nas estatísticas indica que as medidas de distanciamento social têm surtido efeito no controle do novo coronavírus no estado.

Leia também:
Nova York vai realizar seu próprio teste de anticorpos para Covid-19
Prefeito de Nova York anuncia fechamento de escolas públicas até o final do ano escolar
Maioria dos mortos pela Covid-19 em Nova York são latinos 

Entretanto, ressaltou o governador, os números continuam em níveis trágicos. Atualmente, há 17.735 internadas em hospitais de Nova York por conta da Covid-19, e o estado já registrou mais de 11.500 mortes em decorrência da doença.

A partir do próximo sábado (18), será também obrigatório em Nova York o uso de máscaras em lugares públicos, quando não for possível manter uma distância mínima de dois metros de outras pessoas.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres
Vacinação

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas
Vacinação

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas