Estoque de medicamentos está garantido por 15 dias, diz presidente de sindicato

Movimentação nas farmácias de Pernambuco caiu cerca de 50% por causa das impossibilidades de deslocamento dos clientes

MedicamentosMedicamentos - Foto: Reprodução/Pixabay

Uma possível falta de medicamentos em virtude da paralisação dos caminhoneiros, que protestam desde a última segunda-feira (21) contra os seguidos aumentos no preço dos combustíveis, preocupa clientes de farmácias em Pernambuco. No entanto, o estoque está garantido para os próximos 15 dias, segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Pernambuco (Sincofarma), Ozeas Gomes.

"Na verdade, o nosso segmento ainda é privilegiado apesar de a indústria estar concentrada no Sul e Sudeste do País. Estamos sendo abastecidos principalmente pelos distribuidores locais. Já as grandes redes têm os seus próprios CDs [centros de distribuição]", disse.

Leia também:
Supermercados: secretário orienta população a não comprar exageradamente
Procon-PE vai fiscalizar supermercados e feiras livres


"Então existe um estoque que pode ser segurado por uns 15 dias. Não iremos ter, a princípio, esse problema", completou. "Pode acontecer uma ou outra falta, mas será momentânea", garante o presidente. A movimentação nas farmácias caiu cerca de 50% por causa das impossibilidades de deslocamento dos clientes. "Os clientes estão ausentes e só estão comprando aquilo que realmente não podem deixar para depois", finalizou.

Veja também

Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas
vacina

Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas

Corregedora vai ouvir juíza que desafia CNJ e critica máscara
Coronavírus

Corregedora vai ouvir juíza que desafia CNJ e critica máscara