Estoque de medicamentos está garantido por 15 dias, diz presidente de sindicato

Movimentação nas farmácias de Pernambuco caiu cerca de 50% por causa das impossibilidades de deslocamento dos clientes

MedicamentosMedicamentos - Foto: Reprodução/Pixabay

Uma possível falta de medicamentos em virtude da paralisação dos caminhoneiros, que protestam desde a última segunda-feira (21) contra os seguidos aumentos no preço dos combustíveis, preocupa clientes de farmácias em Pernambuco. No entanto, o estoque está garantido para os próximos 15 dias, segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Pernambuco (Sincofarma), Ozeas Gomes.

"Na verdade, o nosso segmento ainda é privilegiado apesar de a indústria estar concentrada no Sul e Sudeste do País. Estamos sendo abastecidos principalmente pelos distribuidores locais. Já as grandes redes têm os seus próprios CDs [centros de distribuição]", disse.

Leia também:
Supermercados: secretário orienta população a não comprar exageradamente
Procon-PE vai fiscalizar supermercados e feiras livres


"Então existe um estoque que pode ser segurado por uns 15 dias. Não iremos ter, a princípio, esse problema", completou. "Pode acontecer uma ou outra falta, mas será momentânea", garante o presidente. A movimentação nas farmácias caiu cerca de 50% por causa das impossibilidades de deslocamento dos clientes. "Os clientes estão ausentes e só estão comprando aquilo que realmente não podem deixar para depois", finalizou.

Veja também

Rio vacina todos os adultos até 31 de agosto; adolescentes em setembro
Coronavírus

Rio vacina todos os adultos até 31 de agosto; adolescentes em setembro

Pernambuco confirma 3.118 novos casos e 70 óbitos pela Covid-19 nas últimas 24h
coronavírus

Pernambuco confirma 3.118 casos e 70 óbitos nas últimas 24h