A-A+

Estudante de geografia é encontrado morto dentro do campus da USP

Filipe Varea Leme, 21, cursava geografia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e também trabalhava como monitor na Poli.

Universidade de São Paulo (USP)Universidade de São Paulo (USP) - Foto: USP Imagens

Um universitário foi encontrado morto nas dependências da Escola Politécnica, localizada no campus da USP (Universidade de São Paulo), na tarde desta terça-feira (30).

Filipe Varea Leme, 21, cursava geografia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e também trabalhava como monitor na Poli.

A Polícia Civil informou à reportagem que ouviu as primeiras testemunhas para o inquérito que investiga as causas da morte do universitário. Elas disseram que o jovem foi encontrado já sem vida por volta das 15h40 dentro de um elevador adaptado para pessoas com deficiência.

Antes de morrer, Filipe carregava um armário que ficou tombado sobre o corpo dele. Segundo a polícia, a cabeça e o pescoço do jovem apresentavam hematomas. A primeira suspeita é que os ferimentos podem ter sido provocados pela queda do móvel sobre a vítima.

O corpo do jovem foi levado para o IML (Instituto Médico Legal), órgão responsável pela perícia que elucidará o que causou a morte do rapaz.

Leia também:
Ataque a tiros deixa pelo menos dois mortos na Universidade da Carolina do Norte
Estudante pode ter sido primeira vítima de H1N1, em 2019


Por meio de nota, a USP lamentou a morte do estudante e informou que a direção da Poli, onde Filipe trabalhava, preza pela adoção de todas as medidas de segurança dentro de suas dependências. "A escola informa, ainda, que prestará todos os esclarecimentos necessários para a elucidação dos fatos junto às autoridades competentes."

"Neste momento de profunda dor, a universidade se solidariza com familiares, amigos e toda a comunidade acadêmica. O Escritório de Saúde Mental da universidade está prestando apoio à família", acrescentou a USP.

O caso foi registrado no 93º DP (Jaguaré) como morte suspeita e acidental.
O velório do corpo de Filipe é realizado nesta quarta-feira (1º) no cemitério do Araçá. De lá, o corpo seguirá para o sepultamento no cemitério da Lapa, na Vila Leopoldina (zona oeste). A cerimônia está marcada para ocorrer às 15h.

Veja também

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano
Coronavírus

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais
RECIFE

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais