Estudante é barrada no Enem com cópia autenticada de identidade

Regras do concurso, no entanto, exigem documento original do candidato

Betinho Gomes, deputado federal do PSDBBetinho Gomes, deputado federal do PSDB - Foto: Nathália Bormann

A estudante Maria Eduarda Cunha, de 15 anos, chegou a tempo para realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em uma universidade no bairro das Graças, na área Central do Recife, mas foi barrada porque estava com a cópia autenticada da carteira de identidade.

"Minha mãe consultou na internet e disse que poderia entrar com cópia autenticada da identidade e que teria o mesmo valor da original. Cheguei a tempo, mas fui impedida porque fiquei sabendo que não era permitido. Me levaram pra coordenação e disseram que não poderia fazer", lamentou.

As regras do concurso, no entanto, exigem documento original do candidato. O Enem orienta que "em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento de identificação, o participante deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação do Exame".

Para realizar as provas do Enem, é necessário apresentar um documento de identificação original com foto.

Veja a lista dos documentos aceitos:

- Cédulas de identidade (RG), emitida por Secretaria de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar ou Polícia Federal;
- Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados, em consonância com a Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997;
- Identificação fornecida por Ordens ou Conselhos de Classe, que, por lei, tenham validade como documento de identidade;
- Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), emitida após 27 de janeiro de 1997;
- Certificado de Dispensa de Incorporação;
- Certificado de Reservista;
- Passaporte;
- Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com foto, na forma da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997;
- Identidade funcional em consonância com o Decreto nº 5.703, de 15 de fevereiro de 2006;
Em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento de identificação, o Participante deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação do Exame. 

Veja também

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19
Bolsonaro

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes