Estudantes decidem em assembleia se aceitam propostas para desocupar a Faculdade de Direito

Manifestantes não consideram, no entanto, a hipótese de manter o prédio ocupado "na marra"

Faculdade de Direito do Recife segue ocupadaFaculdade de Direito do Recife segue ocupada - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A polêmica entorno da ocupação da Faculdade de Direito do Recife (FDR) prossegue nesta segunda-feira (14). O prazo da suspensão de 48 horas da liminar de reintegração de posse venceu nesta segunda - no mesmo dia em que os manifestantes estiveram em uma reunião com representantes da universidade e de órgãos ligados à Justiça e, agora, o movimento deve avaliar a contraproposta e deliberar internamente, em assembleia, se acata ou não as propostas.

Leia mais:
Faculdade de Direito do Recife é ocupada por estudantes
Faculdade de Direito do Recife segue ocupada pelos estudantes
Termina suspensão de liminar sobre ocupação da Faculdade de Direito


Os estudantes não consideram, no entanto, a hipótese de manter o prédio ocupado "na marra". Foi por isso que eles propuseram um acordo à diretoria da faculdade - em reunião nesta segunda, foram apresentadas as reivindicações com a participação da Defensoria Pública da União (DPU), Ministério Público Federal (MPF), Reitoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), diretores de alguns centros acadêmicos, além de alguns professores da casa e dois representantes dos estudantes. Também estiveram presentes os advogados Marcelo Santa Cruz e Marília Arraes.

Algumas das pautas propostas pela ocupação foram aceitas, como a garantia de que não haverá punição aos alunos participantes e de que o reitor vai convocar uma reunião do Conselho Universitário. Foi assegurada ainda a constituição de uma comissão da Reitoria para discutir os demais tópicos, como questões relativas ao restaurante universitário, entre outras.

O certo é que a existência desse canal de negociação entre estudantes e Reitoria pode representar um fator que desestimule uma execução da liminar de reintegração de posse, que ainda será apreciada pelo desembargador titular, Cid Marconi. Assim, a negociação deve prosseguir ao longo da semana, e aponta para uma solução pacífica e consensual.

Veja também

Covid-19: testes devem ter papel maior nas viagens internacionais
Coronavírus

Covid-19: testes devem ter papel maior nas viagens internacionais

Áustria instaura toque de recolher a partir de terça-feira e fecha hotéis e restaurantes
Pandemia

Áustria instaura toque de recolher a partir de terça-feira e fecha hotéis e restaurantes