IMPORTUNAÇÃO SEXUAL

"Eu estava dormindo e acordei com a mão dele no meio das minhas pernas", disse mãe de Deolane

Acusado do crime, um garoto de programa está preso e vai passar por audiência de custódia

Deolane e a mãeDeolane e a mãe - Foto: reprodução

Após acordar e notar que era acariciada por W. C. Z. R., de 22 anos, Solange Alves Bezerra Santos, de 54, mãe de Deolane Bezerra, advogada e viúva do MC Kevin, começou a gritar e alertou as duas filhas – as também advogadas Daniele Bezerra Santos e Dayanne Bezerra Santos, irmãs de Deolane, que voltavam do Rio junto com a vítima – o que havia acontecido.

O homem, que disse à Polícia Civil de São Paulo que é garoto de programa, afirmou que estava dormindo e a mão escorregou para o colo de Solange. Ele negou categoricamente que havia cometido o crime. Antes de ser preso em flagrante pela Polícia Militar paulista por importunação sexual, houve confusão, e Daniele chegou a partir para cima de W.  A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Lavrinhas, também no interior de Sao Paulo, chegou a ser chamada para a ocorrência. No entanto, o registro foi feito pela PM.

Natural de Palmas, no Tocantins, o acusado contou em depoimento que, atualmente, morava no Rio de Janeiro e sua profissão era de garoto de programa. Ele, que não tinha documentação, contou que seguia para a capital paulista para um atendimento. O suspeito contou uma versão diferente na delegacia de Queluz, o motivo do delegado regional decretar sua prisão em fragrante.

Solange Alves Bezerra Santos havia passado o fim de semana na capital fluminense e voltava para casa após um de seus irmãos sofrer um acidente na cidade de Vitória de Santo Antão, no interior de Pernambuco. Como não havia conseguido passagem de avião para a capital paulista, a vítima e as filhas voltaram de ônibus. Em seguida a vítima seguiria para o Nordeste.

W. C. Z. R., na Rodoviária Novo Rio, não teria apresentado documento de identificação ao requerer o bilhete. No entanto, funcionários da Expresso do Sul deram uma autorização, assinada à mão na nota fiscal da compra da passagem, para que o garoto de programa viajasse com destino à capital paulista.

O bilhete, de semi-leito, foi expedido as 1h32 e custou R$ 134,99. O acusado pagou R$ 200 em dinheiro e recebeu R$ 65,01 de troco. Ele foi informado que sentaria na poltrona 44. Trinta minutos depois o coletivo deixou a capital fluminense. Pouco depois das 5h10, o crime teria acontecido.

Após o ataque, ainda nervosa, Solange teria dito aos passageiros que seguravam o homem: “Eu estava dormindo e acordei com a mão dele no meio das minhas pernas”.

Depois de prestarem depoimento, a vítima e as filhas foram liberadas e seguiram para São Paulo. Já W seguiu para o Fórum de Queluz para a audiência de custódia que acontecerá na tarde desta segunda-feira.

O Globo procurou a assessoria de imprensa de Deolane Bezerra, que ainda não se pronunciou. A Expresso do Sul também foi procurada e não informou porque um passageiro sem identificação pôde embarcar.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid