"Eu sou feminista, meu marido é feminista, minha filha é feminista", diz Sandra Annenberg

A jornalista falou, em entrevista ao site UOL, sobre assédio e foi categórica ao falar que igualdade de gênero é prioridade na sua casa

Sandra Annenberg com o marido, o também jornalista Ernesto Paglia, e a filha, Elisa Sandra Annenberg com o marido, o também jornalista Ernesto Paglia, e a filha, Elisa  - Foto: TV Globo/Divulgação

Aos 50 anos, a jornalista Sandra Annenberg, atualmente na bancada do Jornal Hoje, falou, ao site UOL, sobre igualdade de gênero e os perrengues pelos quais já passou por ser mulher. Eu sou feminista, meu marido é feminista, minha filha é feminista.", declarou, mostrando que, na sua casa, esta é uma prioridade. Contou que já sofreu assédio, experiência pela qual ela pede que a filha, Elisa, de 15 anos, nunca passe na vida. "É uma das coisas mais humilhantes para a mulher, é constrangedor. É como se você tivesse que pedir desculpas por ser mulher", lamentou.

Atualmente, Sandra é editora-executiva e âncora do Jornal Hoje

Atualmente, Sandra é editora-executiva e âncora do Jornal Hoje - Crédito: TV Globo/Divulgação

No trabalho, orgulha-se por ter sido a primeira mulher no Jornal Nacional. Entrou quando o telejornal era apresentado por Cid Moreira e Sérgio Chapelin, para ser garota do tempo, em 1991. Sobre igualdade de salários entre homens e mulheres na sua profissão, declarou: "Não sei dos salários dos meus colegas, se ganho mais ou menos que um homem na minha posição".

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França