Guerra na Ucrânia

EUA anunciam novas sanções contra Belarus e setor russo da Defesa

Casa Branca releva restrições contra Belarus na importação de bens tecnológicos e sanções ao setor de Defesa da Rússia

Joe Biden e Vladimir PutinJoe Biden e Vladimir Putin - Foto: Jim Watson, Grigory Dukor / AFP

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira (2) novas sanções pela invasão russa de Moscou, que desta vez afetam a indústria da Defesa da Rússia e as importações tecnológicas de seu aliado, Belarus.

A Casa Branca revelou "restrições radicais contra Belarus para evitar sua importação de bens tecnológicos em resposta a seu apoio" à guerra contra a Ucrânia.

Anunciou, ainda, "sanções dirigidas ao setor da Defesa da Rússia" para "impor custos significativos às empresas russas de desenvolvimento e produção de armas".

Moscou e Minsk estão intimamente ligados e o território bielorrusso foi fundamental para a mobilização das forças russas para invadir a Ucrânia. 

A União Europeia anunciou na quarta-feira sua própria série de sanções, incluindo uma lista negra de 22 oficiais militares de alto escalão bielorrussos e o fim das importações do principal produto de exportação do país: fertilizantes à base de potássio. 

Os Estados Unidos disseram ter como alvo entidades "que estiveram envolvidas, contribuíram ou apoiaram os serviços de segurança russos e bielorrussos, setores militares e de defesa e/ou esforços de pesquisa e desenvolvimento militares e de defesa".

"Esta ação ajudará a evitar o desvio de bens, tecnologias e software para a Rússia através de Belarus e degradará significativamente a capacidade de ambos os países de sustentar sua agressão militar e capacidade de planejar", disse a Casa Branca. 

Também limitará a capacidade de ambos os países de "obter os materiais necessários para apoiar sua agressão militar contra a Ucrânia". 

Em relação à Rússia, os Estados Unidos disseram ter como alvo 22 entidades relacionadas à defesa, "incluindo empresas que fabricam caças, veículos de combate de infantaria, sistemas de guerra eletrônica, mísseis e veículos aéreos não tripulados para os militares russos". 

Também impôs formalmente a sanção anunciada terça-feira por Washington para fechar o espaço aéreo dos EUA a todos os aviões russos, uma medida também adotada pela União Europeia e pelo Canadá.

Veja também

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial de infraestruturas, diz Biden
Cúpula dos países ricos

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial de infraestruturas, diz Biden

Pernambuco registra, neste domingo (26), quatro mortes e 545 novos casos de Covid-19
coronavírus

Pernambuco registra, neste domingo (26), quatro mortes e 545 novos casos de Covid-19