EUA e Rússia

EUA e Rússia têm 1º contato de alto nível desde invasão da Ucrânia

Desde então e até a conversa desta quarta, ambos os países não tiveram contato oficial

Joe Biden e Vladimir PutinJoe Biden e Vladimir Putin - Foto: Mandel Ngan, Mikhail Metzel / AFP / SPUTNIK

O conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, conversou, nesta quarta-feira (16), com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, general Nikolay Patrushev, no primeiro contato de alto nível entre Washington e Moscou desde a invasão da Ucrânia - anunciou a Casa Branca.

Sullivan reiterou a oposição dos Estados Unidos à invasão deflagrada em 24 de fevereiro e disse a Patrushev que, "se a Rússia leva a diplomacia a sério, então Moscou deve parar de atacar as cidades e a população da Ucrânia", relata o comunicado.

Também garantiu que Washington continuará "impondo custos à Rússia" pela invasão, apoiando a defesa da soberania e a integridade territorial da Ucrânia, além de continuar fortalecendo o flanco leste da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), "em contínua e total coordenação com nossos aliados e sócios".

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, desmarcou uma reunião que teria com o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, no momento da invasão russa. Foi cancelada após o reconhecimento, por parte de Moscou, de suas regiões separatistas no leste da Ucrânia.

Desde então e até a conversa desta quarta, ambos os países não tiveram contato oficial. Neste período, os EUA deixaram que França, Alemanha, Turquia, ou Israel, tentassem uma mediação com Moscou.  

Veja também

Violência crescente no México: sete corpos são encontrados com sinais de violência no oeste do país
MÉXICO

Violência crescente no México: sete corpos são encontrados com sinais de violência no oeste do país

Milei abre frentes de conflito com sindicatos, movimentos sociais, Igreja e artistas
ARGENTINA

Milei abre frentes de conflito com sindicatos, movimentos sociais, Igreja e artistas