Brasil

EUA fazem alerta sobre viagens ao Brasil devido a dengue e febre oropouche

Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) incluiu o país em nível 1 de preocupação, que orienta "precauções"

DengueDengue - Foto: NIAD/NIH

A embaixada e os consulados dos Estados Unidos emitiram comunicado, nessa terça-feira (20), direcionado a cidadãos americanos que têm planos de viajar ao Brasil. A mensagem traz um alerta devido à alta de casos de dengue e de febre oropouche no país.

“O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) emitiu um alerta de saúde de viagens para o Brasil devido à Dengue e Febre Oropouche, em fevereiro de 2024. Ações a serem tomadas: Verifique o site do CDC para mais informações sobre saúde enquanto viaja para o Brasil; procure assistência médica se tiver algum sintoma que cause preocupação”, diz a nota.

O comunicado destaca que, neste mês, o CDC incluiu o Brasil no nível 1 de alerta por causa de ambas as doenças. O estágio, primeiro de uma escala que vai até 4, orienta que o turista tenha “precauções habituais” relacionadas ao destino.

O alerta sobre a dengue veio ainda no dia 9, quando afirmou que a doença é um “risco contínuo” em muitos locais da América Central e do Sul, mas que “alguns países estão relatando números de casos acima do normal, e os viajantes que visitam esses países podem estar em maior risco”.

Para evitar a picada do mosquito, que transmite a dengue, as orientações, de modo geral, são para que os turistas utilizem repelentes, camisas de mangas compridas e calças quando estiverem ao ar livre e durmam em locais com ar-condicionado, janelas com telas ou sob uma rede mosquiteira.

Segundo último informe semanal do Ministério da Saúde sobre a doença, publicado ontem à noite, o Brasil registrou, até a semana que terminou no último dia 17, 688.461 casos prováveis de dengue no ano, número 315% maior que os 165.839 diagnósticos contabilizados no mesmo período de 2023.

Já o alerta americano sobre a febre oropouche foi emitido no dia 6, destacando que há “um surto nos estados do Amazonas e Acre”. As recomendações são semelhantes, para que se evite ser picado por um mosquito, e destacam que a doença é muitas vezes confundida com a dengue.

A febre oropouche é uma doença viral infecciosa também transmitida por mosquitos, mas nesse caso pelo Culicoides paraense, popularmente conhecido como maruim, ou por insetos do gênero Culex.

Os sintomas são semelhantes aos da dengue (febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações). No Amazonas, porém, segundo o último informe epidemiológico, que contabilizou os dados até o dia 9 deste mês, são mais casos de febre oropouche do que de dengue.

Foram 1.024 casos confirmados, por critérios laboratorial ou clínico-epidemiológicos, de dengue e 1.134 de febre oropouche. Em Manaus, por exemplo, capital do estado, foram 751 casos de febre oropouche até o último dia 10, mais do que os 424 registrados em todo o ano passado.

Veja também

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho
Eletrobras

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina
Fuga

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

Newsletter