EUA registra menos de 900 mortes por Covid-19 pelo segundo dia seguido

Com estes novas vítimas fatais, o número de mortos no país pelo coronavírus soma 80.352

Aumenta o número de mortes por coronavírus nos EUAAumenta o número de mortes por coronavírus nos EUA - Foto: Mario Tama / Getty Images via AFP

O balanço diário de mortes pelo novo coronavírus nos Estados Unidos registrou cifras abaixo dos 900 pelo segundo dia seguido, com 830 falecimentos reportados em 24 horas nessa segunda-feira (11), segundo contagem feita até as 20h30 locais (21h30 de Brasília) pela Universidade Johns Hopkins.

Os Estados Unidos tinham registrado na véspera 776 óbitos por Covid-19, segundo cifras atualizadas continuamente. No entanto, é muito cedo para dizer que esses números indicam uma desaceleração na tendência real. Com estes novas vítimas fatais, o número de mortos no país pelo coronavírus soma 80.352.

Os Estados Unidos, segundo dados oficiais, é o país com os mais mortes e casos da Covid-19 (independentemente do tamanho de sua população). Na cidade de Nova York, com quase 20.000 falecimentos, tem um quarto dos óbitos relatados no território americano. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) alertaram na segunda-feira que o número de mortes em Nova York pode ser subestimado em vários milhares.

Leia também:
EUA dizem que hackers chineses tentam roubar pesquisas sobre vacinas para a Covid-19
EUA supera 80.000 mortes por Covid-19, diz Universidade Johns Hopkins
EUA registra mais 776 mortes por Covid-19 em 24 horas


A marca das 50.000 mortes foi superado há duas semanas, em 24 de abril, nos Estados Unidos, e espera-se que em 30 de maio os Estados Unidos registrem 103.000 mortes, de acordo com uma média de 20 modelos epidemiológicos realizados por pesquisadores da Universidade de Massachusetts.

Enquanto a epidemia está em declínio na cidade de Nova York, novos surtos apareceram em outros lugares como na capital, Washington. Mais de 1,34 milhão de casos da Covid-19 também foram diagnosticados no país, segundo a Universidade Johns Hopkins.

"Desenvolvemos uma capacidade de teste incomparável no mundo", disse Trump nesta segunda-feira na Casa Branca, observando que "nove milhões" de testes foram realizados no país.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Curso aprimora habilidade de idosos para identificar fake news
Educação

Curso aprimora habilidade de idosos para identificar fake news

Polícia Rodoviária: homem é detido com 22,9 Kg de maconha após fuga em Sertânia
PRF

Polícia Rodoviária: homem é detido com 22,9 Kg de maconha após fuga em Sertânia