EUA tem recorde de 2.228 mortes por Covid-19 em 24 horas

Os EUA ultrapassaram Itália (21 000), Espanha (18 000) e França (15 700) no total de mortes pela Covid-19

Paciente com Covid-19 é removido em Nova IorquePaciente com Covid-19 é removido em Nova Iorque - Foto: David Dee Delgado / GETTY IMAGES NORTH AMERIC

Os Estados Unidos registraram um recorde de 2.228 mortes relacionadas à pandemia do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo contagem feita pela Universidade Johns Hopkins divulgada às 21h30 desta terça-feira (14).

O número de vítimas fatais em um dia teve uma nítida alta depois de dois dias de queda. O recorde precedente de mortes em um dia (2.108) havia sido registrado na sexta-feira passada. A pandemia matou pelo menos 25.757 pessoas nos Estados Unidos, mais do que em qualquer outro país.

Leia também:
Trump anuncia suspensão do financiamento dos EUA à OMS
Governo diz que Brasil tem mais recuperados da Covid-19 do que doentes

Os EUA ultrapassaram Itália (21.000 mortos), Espanha (18.000) e França (15.700), mas as populações dos três países são bem inferiores a dos Estados Unidos. O país também lidera, desde março, em número de infectados pelo novo coronavírus, com mais de 600 mil casos confirmados entre 3 milhões de testes.

O epicentro da epidemia nos EUA é Nova York, onde já ocorre uma desaceleração, com queda no número de internações. O estado de Nova York registrou 778 mortes nas últimas 24 horas, acima das 671 da véspera, elevando a 10.834 o número total de falecidos.

O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta terça que partes dos Estados Unidos poderão suspender as medidas de quarentena "muito em breve" e disse ver "raios de luz" no horizonte da maior economia do planeta.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose
VACINAÇÃO

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco
Investigação

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco