Internacional

Eurodeputados pedem que Ucrânia receba status de 'país candidato' à adesão à UE

Parlamento Europeu aprovou sessão plenária excepcional sobre o status da Ucrânia como país candidato à adesão à União Europeia (UE)

Parlamento EuropeuParlamento Europeu - Foto: Patrick Hertzog / AFP

O Parlamento Europeu aprovou nesta terça-feira (1), após uma sessão plenária excepcional, uma resolução não vinculativa que defende o status da Ucrânia como país candidato à adesão à União Europeia (UE).

No documento, os legisladores pedem "à instituição da UE que conceda à Ucrânia o status de candidato", de acordo com os tratados fundadores da União Europeia "e com base no mérito".

Enquanto isso, os legisladores acrescentaram na resolução que pedem "trabalho contínuo na integração [da Ucrânia] no mercado comum da UE".

O Parlamento Europeu realizou uma sessão plenária extraordinária na terça-feira para discutir a situação na Ucrânia, que incluiu uma mensagem de videoconferência do presidente ucraniano Volodimir Zelensky.

A Ucrânia pede que a UE aceite sua adesão imediata ao bloco em um momento em que enfrenta uma enorme ofensiva militar da Rússia.

"A Europa será mais forte com a Ucrânia em seu meio. Sem vocês, a Ucrânia estará sozinha. Provamos nossa força (...), então prove que estão conosco, prove que não nos abandonarão", disse Zelensky.

O pedido de adesão de Zelensky por "procedimento especial" foi recebido com entusiasmo em Bruxelas, mas enfrenta enormes dificuldades de implementação, já que uma adesão tão rápida não é possível sob as regras do bloco.

Veja também

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial de infraestruturas, diz Biden
Cúpula dos países ricos

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial de infraestruturas, diz Biden

Pernambuco registra, neste domingo (26), quatro mortes e 545 novos casos de Covid-19
coronavírus

Pernambuco registra, neste domingo (26), quatro mortes e 545 novos casos de Covid-19