internacional

Europa precisa de "segundo seguro de vida" além da Otan, adverte chanceler francês

Trump sugeriu no último sábado (10) que, caso conquiste um novo mandato, encorajaria a Rússia a "fazer o que quiser" com os membros da aliança

Reunião dos líderes de Estados membros da OtanReunião dos líderes de Estados membros da Otan - Foto: Kenny Holston / POOL / AFP

A Europa precisa de “um segundo seguro de vida” além da Otan, anunciou nesta segunda-feira (12) o chefe da diplomacia francesa, Stéphane Séjourné, após declarações de Donald Trump sobre os países cuja contribuição financeira para a aliança considera insuficiente.

“Precisamos de um segundo seguro de vida, não como substituto, não contra a Otan, e sim como complemento”, disse Séjourné durante reunião na França com os colegas alemães e poloneses.

O ex-presidente americano sugeriu no último sábado que, caso conquiste um novo mandato, encorajaria a Rússia a “fazer o que quiser” com os membros da aliança que, para ele, não gastaram o suficiente com a defesa coletiva.

Sobre essa afirmação, Séjourné respondeu que a França dobrou seu orçamento de defesa. Ele insistiu na necessidade de agir sobre o pilar europeu da Otan e construir uma indústria de defesa.

O chanceler ressaltou que não se trata de interferir nas eleições americanas, e sim de se preparar para a possibilidade de Trump retornar à Casa Branca e de não depender da votação nos Estados Unidos a cada quatro anos.

O pilar fundamental sobre o que se baseia na Otan é uma ideia de defesa coletiva de todos os seus integrantes.

Veja também

Medicamento permite reduzir presença dos químicos eternos do sangue
tratamento

Medicamento permite reduzir presença dos químicos eternos do sangue

Irã impediu Nobel da Paz, Mohammadi, de comparecer ao funeral de seu pai, denuncia família
TEERÃ

Irã impediu Nobel da Paz, Mohammadi, de comparecer ao funeral de seu pai, denuncia família