Ex de Dado Dolabella, Fabiana Neves afirma ser contra repercussão da imprensa

Ela moveu um processo contra o ator pelo não pagamento da pensão alimentícia

Dado está preso na delegacia de Pirituba, em São PauloDado está preso na delegacia de Pirituba, em São Paulo - Foto: Reprodução

Dado Dolabella está preso na delegacia de Pirituba, em São Paulo, pelo não pagamento da pensão alimentícia do seu filho com Fabiana Neves. O colunista Léo Dias entrou em contato com a jovem, na tarde desta quinta-feira (22), para ouvir sua parte no caso. Na conversa, Fabiana afirma que rejeita a repercussão que a imprensa está dando ao fato.

"Você está careca de saber o quanto eu sou contra esse espetáculo feito pela imprensa, até pelas ações que intentei na Justiça. Inclusive por ser um processo de família que corre em segredo de Justiça justamente por envolver interesse de um menor de idade, meu filho. É totalmente descabido a veiculação de minha imagem com nítido interesse comercial e o pior, vocês da imprensa estão distorcendo os fatos com inúmeras inverdades. Repudio e não tenho interesse em expor minha intimidade e a do meu filho. As providências legais por conta desses absurdos desrespeitos aos meus direitos e principalmente aos dele enquanto menor de idade, já estão sendo tomadas", escreveu Fabiana.

Por sua vez, Léo Dias rebateu as acusações feitas por Fabiana durante a conversa. "A lei brasileira protege o menor de idade e em nenhum momento escrevemos sequer o nome da criança. Você teve uma relação com uma pessoa pública. A polícia de São Paulo foi quem divulgou a prisão dele. Nós apenas noticiamos. Nenhuma das reportagens feitas por mim desabona a sua moral e expõe seu filho. Quantos às 'medidas legais' que você diz que vai tomar, fique à vontade. Eu sei os meus limites como jornalista. Estou fazendo o meu papel. Quis lhe dar voz, mas pelo visto você prefere manter-se em silêncio. Mais uma vez eu digo: você se relacionou com uma pessoa pública", disse o jornalista.

Veja também

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam
EUA

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU
EM EVENTO NO RECIFE

Em evento no Recife, ministro da Educação diz que 140 prefeituras terão de prestar contas ao TCU