Caso Recém-Nascido

Exame de DNA confirma identidade dos pais do bebê deixado no Hospital Tricentenário, em Olinda

Os pais biológicos da criança e suas respectivas famílias, serão ouvidos pela justiça para que a justiça decida com quem o bebê deve ficar

Bebê encontrado em sacolaBebê encontrado em sacola - Foto: Reprodução/TV Globo

O resultado do teste de DNA dos pais do recém-nascido deixado no Hospital Tricentenário, no início do mês de novembro, deu positivo tanto para o pai como para a mãe da criança. Os pais biológicos do bebê e suas respectivas famílias, serão ouvidos para que a justiça decida com quem a criança deve ficar. 

Segundo a coordenadora geral dos conselhos tutelares de Olinda, Cláudia Moura, no entanto, não há como prever o tempo para decisão judicial. "A criança segue em casa de acolhimento e está bem de saúde, se alimentando bem e ganhando peso", disse. 

Sobre os pais, Cláudia alegou não saber sobre a situação deles. O pai da criança segue em liberdade, revelou o advogado dele, James Lancaster. "Está em liberdade, porque não houve nenhuma acusação contra ele ainda. O caso ainda está no período de investigação do fato, supostamente criminoso", afirmou o jurista que está representado o pai biológico da criança e que irá pedir a guarda para a avó paterna.

 

O caso será julgado pela Vara da Infância e Juventude da Comarca de Olinda por dois magistrados: Rafael Cavalcanti Lemos - Juiz de Direito Substituto 2ª e Laura Amélia Moreira Brennand Simões - Juiz de Direito 2ª Entrância.

Por meio de nota, a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) confirmou que "foi positivo o exame de DNA realizado no casal que afirmava serem os pais biológicos do recém nascido que foi encontrado, no último dia 02 de novembro, em Olinda. A Delegacia do Varadouro segue na condução do Inquérito Policial".

Relembre o caso
Um recém-nascido foi achado em uma sacola no início de novembro no Sítio Histórico de Olinda. O homem, não identificado, ouviu o choro, encontrou a criança e a levou para o Hospital do Tricentenário, no Bairro Novo, também em Olinda. 

Após um tempo, esse mesmo homem que deixou o recém-nascido no Tricentenário afirmou ser o pai da criança. O rapaz, assim como a mãe da criança prestaram esclarecimentos ao Conselho Tutelar e alegam estar sem dinheiro para cuidar do bebê, o que motivou o abandono. 
 
Um exame de DNA foi solicitado pela PCPE e no último dia 30 de novembro saiu o resultado confirmando que o homem e a mulher são, de fato, os pais biológicos do bebê. Agora, as investigações continuam para que a justiça determine com quem ficará a criança. 

Veja também

Decreto municipal proíbe Carnaval, festas e eventos em Nazaré da MataMata Norte

Decreto municipal proíbe Carnaval, festas e eventos em Nazaré da Mata

Ministério da Saúde orienta que crianças que tomaram dose adulta de Pfizer sejam examinadasSaúde

Ministério da Saúde orienta que crianças que tomaram dose adulta de Pfizer sejam examinadas