Forças Armadas

Exército escolhe Pernambuco para sediar Escola de Sargentos, que vai concentrar 10 mil pessoas

Em reunião em julho, governador Paulo Câmara apresentou projeto ao ExércitoEm reunião em julho, governador Paulo Câmara apresentou projeto ao Exército - Foto: Aluísio Moreira/Arquivo/SEI

O Comando do Exército Brasileiro definiu Pernambuco como sede da nova Escola de Formação e Graduação de Sargentos de Carreira. A cidade de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR), venceu a disputa com Ponta Grossa (PR) e Santa Maria (RS) para receber o centro de formação, que terá um investimento de R$ 1,4 bilhão.

A decisão foi comunicada oficialmente pelo comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, ao governador Paulo Câmara, no início da noite dessa quinta-feira (21). O projeto vai concentrar cerca de 10 mil pessoas, entre alunos, professores, pessoal de apoio e familiares.

O Governo de Pernambuco se comprometeu a investir mais de R$ 320 milhões em obras de mobilidade, transporte público e infraestrutura hídrica e viária no entorno da área onde será instalada a instituição. A escola ficará em terreno de 150 hectares do projeto da Cidade da Copa, em uma região limítrofe entre os municípios do Recife, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Abreu e Lima e Araçoiaba.

O governador Paulo Câmara ressaltou os "meses de trabalho" do governo junto ao Alto Comando do Exército para a construção de um pacote de investimentos que tornaram Pernambuco "a melhor opção para receber a nova escola". 

“Quero agradecer ao comandante Paulo Sérgio Nogueira e ao seu Estado Maior pelo profissionalismo de todo o processo, assim como o empenho de todo o nosso time e da bancada pernambucana no Congresso Nacional, que muito contribuiu para mais essa vitória”, destacou o governador.

Maquete da nova escola (Foto: Divulgação)

Já o general Paulo Sérgio Nogueira destacou o "acurado trabalho" de análise de possíveis locais em todo o território nacional.

"Parabenizo o Estado de Pernambuco pelo empenho em oferecer as melhores condições para a nova Escola e pelo resultado alcançado. O Exército Brasileiro também confraterniza com o povo pernambuco e, por extensão, com a população nordestina", disse, em ofício.

Em rede social, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), disse que a escolha levou em conta "dois anos de exaustivos estudos feitos pelo Comando do Exército Brasileiro". "Os critérios foram os técnicos, bem como aqueles que melhor atendessem os interesses da Força e a formação dos mesmos", afirmou o mandatário, que ainda parabenizou o Nordeste e Pernambuco pela conquista.

Projeto
A nova escola em Pernambuco centralizará dois importantes centros de treinamento do Exército: a Escola de Sargentos das Armas (EsSA) e a Escola de Sargentos de Logística. A primeira fica atualmente em Três Corações (MG), enquanto a segunda se localiza no Rio de Janeiro.

A instalação de Pernambuco será uma instituição de ensino de nível superior, responsável pela formação e graduação de sargentos combatentes de carreira das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações. 

A nova Escola também formará militares do quadro de Material Bélico, Serviço de Saúde, Música, Topografia e Aviação do Exército.

O Governo de Pernambuco também se dispôs a doar o terreno de mais de 150 hectares para que o Exército construa o complexo logístico, com valor estimado em R$ 79 milhões.

Serão investidos pelo Estado R$ 3,2 milhões na aquisição e disponibilização de uma área de cinco hectares, destinada à construção do Centro de Convivência e Bem-Estar que servirá à nova Escola de Sargentos.

Veja também

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguidodiminuição

São Paulo registra queda em casos de HIV pelo quarto ano seguido

Covid-19: 90% dos adultos brasileiros já tomaram a 1ª dose da vacinaVacinação

Covid-19: 90% dos adultos brasileiros já tomaram a 1ª dose da vacina