mundo

Exército israelense anuncia que tomou controle do corredor entre Gaza e Egito

O corredor Filadélfia é uma zona de segurança entre Gaza e o Egito, patrulhada até 2005 por tropas israelenses

Fronteira entre Gaza e EgitoFronteira entre Gaza e Egito - Foto: Mohammed Abed/ AFP

O Exército israelense assumiu o "controle operacional" do estratégico corredor da Filadélfia, ao longo da fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, informou um oficial do alto escalão nesta quarta-feira (29).

"Estabelecemos um controle operacional" do corredor, de 14 quilômetros de extensão, disse a jornalistas o oficial israelense, que pediu anonimato.

As tropas israelenses já haviam tomado o controle da passagem de fronteira de Rafah com o Egito em 7 de maio, ao iniciar sua ofensiva terrestre nessa cidade no extremo sul de Gaza.

O corredor Filadélfia é uma zona de segurança entre Gaza e o Egito, patrulhada até 2005 por tropas israelenses, que se retiraram do conjunto do território palestino naquele ano.
 

Desde então, Israel manifestou temores de que armas seriam contrabandeadas através do corredor para os grupos armados palestinos em Gaza.

Os combates se intensificaram nesta quarta-feira em Rafah, relataram moradores e funcionários palestinos.

O conflito eclodiu em 7 de outubro, quando comandos islamistas mataram 1.189 pessoas, a maioria civis, no sul de Israel, segundo um balanço da AFP baseado em dados oficiais israelenses.

Os combatentes também sequestraram 252 pessoas. Israel afirma que 121 permanecem retidas em Gaza, das quais 37 teriam morrido.

Em resposta, Israel lançou uma ofensiva aérea e terrestre contra Gaza, que deixou até o momento 36.171 mortos, em sua grande maioria civis, de acordo com o Ministério da Saúde do governo do Hamas no território palestino.

Veja também

Feijão: como cozinhar o alimento para ele não dar gases?
CURIOSIDADES

Feijão: como cozinhar o alimento para ele não dar gases?

Ministério da Saúde de Gaza anuncia balanço de 37.551 mortos na guerra
GUERRA NO ORIENTE MÉDIO

Ministério da Saúde de Gaza anuncia balanço de 37.551 mortos na guerra

Newsletter