F1 aposta no videogame; WWE tem evento em 'cemitério'

Diante da da pandemia do coronavírus, as modalidades estão explorando maneiras de se aproximar dos fãs

Charles Leclerc venceu GP da Itália, neste domingo (9)Charles Leclerc venceu GP da Itália, neste domingo (9) - Foto: Reprodução/Instagram

Em tempos de isolamento social por causa da pandemia do coronavírus, a criatividade pode ajudar a manter a sua marca em exposição. Sem poder realizar eventos com a presença de público ou expor competidores em viagens pelo mundo, modalidades exploram maneiras de se aproximar dos fãs. Neste domingo (5), a Fórmula 1, por exemplo, organizou e transmitiu uma corrida virtual.

Alguns pilotos, como Alex Albon, da Rede Bull, e George Morris, da Williams, e até veteranos aposentados, como o campeão Jenson Button, participaram da disputa, que tinha como cenário o circuito de Albert Park, na Austrália -que seria o palco da abertura da temporada da principal categoria do automobilismo mundial antes do adiamento da temporada. A prova foi vencida pelo monegasco Charles Leclerc, da Ferrari. Foi uma transmissão profissional, com comentarista e narrador.

No momento da largada, mais de 180 mil pessoas acompanhavam ao vivo. "É claro que não tem a mesma sensação e desgaste de correr de verdade, mas suei e me diverti bastante", disse Leclerc, que venceu de ponta a ponta. Outras modalidades de esportes a motor também já adotaram estratégia semelhante, como a MotoGP e a Fórmula Indy. Até mesmo o futebol também seguiu esse caminho. La Liga, o campeonato espanhol, fez um torneio virtual de Fifa 20, foi vencido pelo meia Marco Asensio, do Real Madrid.

Leia também:
Ajuda respiratória é concebida com engenheiros de F1
Oitavo GP da temporada 2020 da F1 é adiado


Mais ousada, a WWE -principal liga de luta livre do mundo- abusou da criatividade na hora de promover o seu evento neste fim de semana. Os combates que deveriam ser realizados com a presença do público, na Flórida, nos Estados Unidos, tiveram cenários nem um pouco usais. Além de um ringue em um centro de treinamento, os lutadores chegaram a se enfrentar em uma espécie de "casa maluca" (em que John Cena, famoso por participações em filmes como "Pai em dose dupla 2", enfrentou Bray Wyatt) e até mesmo em um "cemitério" (em que o Undertaker venceu AJ Styles).

Veja também

Atendimentos on-line e domiciliar possibilitam nova relação entre profissional de saúde e paciente
Saúde

Atendimentos on-line e domiciliar possibilitam nova relação entre profissional de saúde e paciente

Ex-senador estadunidense pede ações do Brasil em relação ao meio ambiente
Meio ambiente

Ex-senador estadunidense pede ações do Brasil em relação ao meio ambiente