Falta hormônio para crescimento na Farmácia do Estado

Sem a medicação sintética, os danos aos tratamentos podem ser irreversíveis. Denúncia foi feita por pais de pacientes infantis

A falta da medicação Somatropina para pacientes com déficit de crescimento já dura mais de três meses na Farmácia do Estado. Sem a droga, que é um hormônio do crescimento sintético injetável, os danos ao tratamento podem ser irreversíveis e se tornam ainda mais dramáticos para as crianças.

A denúncia foi feita pelos pais de muitos desses meninos e meninas que desde janeiro sofrem com o desabastecimento e a falta de informações sobre a regularização das entregas. Alguns passaram a fracionar as doses que ainda tinham em casa como forma de tentar prolongar o uso, mesmo que em porções fora do ideal.

“É uma medicação que o SUS entende de uso contínuo e alto custo porque o valor é bem elevado. A dosagem é alterada de acordo com o peso da criança. Aumentando a dose aumenta o preço. Hoje se eu fosse comprar na farmácia sairia por mês entre R$ 4 a R$ 6 mil”, comentou a professora Adriana Santana, 42 anos, mãe de Nina, 13 anos, que sofre de uma disfunção glandular que impede o crescimento típico para a idade e que iniciou a terapia aos 6 anos.

“A perspectiva dela era o nanismo sem o tratamento”, contou. Adriana informou que a droga também passou por desabastecimento em 2016, quando precisou fazer um empréstimo bancário para garantir a medicação da filha.

Leia também:
Imunização de gestantes está abaixo da média em Pernambuco
Aumento do uso de antibióticos ameaça a saúde mundial
Chocolate ao leite, branco e amargo. Qual a melhor opção para a saúde?


Em nota, a Farmácia do Estado informou que recebeu o Somatropina de 12 ui, que estava com a entrega atrasada. Agora, está sendo organizado o processo de distribuição para todas as unidades da Farmácia. Em relação ao Somatropina de 4 ui, a previsão de entrega é para esta semana.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França