Farmácia de Pernambuco entrega medicamentos em casa

O paciente é avisado por ligação sobre a entrega, que é realizada por funcionários do Governo do Estado em carros oficiais

RemédiosRemédios - Foto: Pixabay

A Farmácia de Pernambuco, afim de evitar aglomerações e possíveis contaminações entre os pacientes cadastrados que fazem parte do grupo de risco do coronavírus, está realizando entregas à domicílio. Os contemplados, residentes no Grande Recife, são cadastrados em quatro grupos de doenças listadas pelos Programas da Diretoria Geral de Assistência Farmacêutica (Dgaf). Cerca de 130 entregas são realizadas por dia, para estes pacientes. 

A ação do órgão público surgiu a partir da parceria das Secretarias Estaduais de Saúde (SES-PE), Desenvolvimento Econômico (Sdec), de Administração (SAD), além do Complexo Portuário Industrial Portuário de Suape e da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Ao todo mais de 2,3 mil pacientes já foram beneficiados desde Abril e receberam os medicamentos sem sair de casa.

Leia também:
Anvisa aprova testes rápidos para Covid-19 em farmácias
Brasil ultrapassa marca de 200 mil infectados pelo novo coronavírus
Coronavírus fora de controle pode render a brasileiros proibição para entrar em outros países


Os pacientes prioritários, que já receberam os medicamentos, possuem doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma grave, transplantados, doença de Alzheimer, saúde mental, artrites, lúpus e esclerose. Os próximos a serem incluídos são os pacientes que possuem glaucoma. A preferência de atendimento é para todos os idosos que estão em situação clínica, pessoas com dificuldade de locomoção, imunossupressão e entre outras condições de grupos de risco para a Covid-19.

"Pensamos em estratégias que contemplassem uma boa parte das doenças e que impactam o cotidiano das pessoas e com maior volume de usuários cadastrados, beneficiando aqueles que fazem parte do grupo de risco e são mais vulneráveis para o novo coronavírus. Cerca de 2,3 mil pacientes já foram beneficiados com esta ação", explicou a gerente de organização das unidades da Farmácia de Pernambuco, Amanda Figueiredo.

Muitos pacientes já foram remediados, mas outro quantitativo se negou a receber o medicamento necessário em casa, alguns usuários se negam a receber as medicações em casa desconfiando de um possível golpe. "A Farmácia de Pernambuco seleciona os usuários que serão contemplados e entramos em contato telefônico de acordo com os critérios estabelecidos de grupo de risco", explica a gerente.

O número que é efetuado a ligação possuí vários ramais, desta forma, é importante que o usuário fique atento para o contato com o órgão público, que acontece com antecedência."Os pacientes podem ficar tranquilos que esta é uma iniciativa oficial, articulada pelo Governo de Pernambuco, e não se trata de golpe”, ressalta a gerente da organização.

O esquemas das entregas dos insumos são divididos por bairros e acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. As entregas que vão permanecer até o final da quarentena, são feitas por cerca de 10 equipes dos órgãos envolvidos na mobilização, sempre nos carros oficiais do governo do estado.

Já para os usuários não contemplados pela entrega domiciliar, a retirada das medicações irá acontecer normalmente nas unidades da Farmácia de Pernambuco, de segunda à sexta-feira, das 7h às 16h. A Farmácia orienta que os idosos enviem representantes para fazer a retirada dos medicamento.

É necessário que este representante apresente, no momento da dispensação, o documento de declaração autorizadora devidamente preenchido pelo paciente, assim como cópia de documentos oficiais (identidade e CPF) para confirmação da identidade com o intuito de evitar fraudes. O documento está disponível para impressão no site da Farmácia de Pernambuco, no menu aba Arquivo - Declaração Autorizada (http://farmacia.saude.pe.gov.br).

Os funcionários da Farmácia do Estado estão distribuindo cópias das declarações autorizadoras para os usuários que demonstram interesse nesta opção. Na entrega, os funcionários são realocados em duplas, enquanto um entrega o fármaco ao paciente em sua residência o outro dirige o veículo. Todos os envolvidos nas ações recebem kit com equipamento de proteção individual (EPI) e álcool em gel.

Veja também

Saiba como é o programa de vacinação em países europeus
Vacina

Saiba como é o programa de vacinação em países europeus

Nos últimos dois meses, Pernambuco perdeu mais de 100 pessoas por semana para a Covid-19
Pandemia

Nos últimos dois meses, Pernambuco perdeu mais de 100 pessoas por semana para a Covid-19