SAÚDE

Febre maculosa: saiba quem morreu infectado pela doença e quais são os casos ainda sob suspeita

Adolescente de 16 anos foi a quarta vítima fatal que também frequentou o evento em fazenda de Campinas

Dentista Evelyn Karoline Santos, de 28 anos, foi vítima de febre maculosaDentista Evelyn Karoline Santos, de 28 anos, foi vítima de febre maculosa - Foto: Reprodução

Já são quatro os mortos de febre maculosa infectados na Fazenda Santa Margarida, em Campinas. Além dos quatro casos confirmados, o município monitora duas suspeitas, de uma mulher de 40 anos, que frequentou o mesmo evento, e de uma mulher de 38 anos, que esteve também na fazenda, porém pouco depois, no dia 3 de junho. Ambas estão internadas.

"A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo alerta para que as pessoas que estiveram na Fazenda Santa Margarida, na região de Campinas, no período de 27 de maio à 11 de junho e apresentarem febre e dor pelo corpo, dor cabeça ou manchas avermelhadas pelo corpo, procure atendimento médico imediatamente e informe ao médico que esteve na região", diz a pasta em nota.

Veja os mortos da doença

Mariana Giordano, 36

Mariana era dentista, morava na morava na Mooca, na Zona Leste de São Paulo, e tinha 36 anos. Ela foi ao evento realizado na fazenda junto com o namorado, o piloto Douglas Pereira Costa. Ela foi internada em um hospital particular de Campinas no dia 4 de junho. Morreu quatro dias depois.

Douglas Pereira Costa, 42

Morador de Jundiaí, Douglas tinha 42 anos e era empresário e piloto de automobilismo. Foi à festa em Campinas com a namorada, Mariana Giornado. Ele começou a sentir sintomas depois dela, foi internado em um hospital particular de Jundiaí no dia 7 de junho e morreu no dia seguinte.

Evelyn Karoline Santos, 28

Moradora de Hortolândia, no interior de São Paulo, tinha 28 anos e era dentista. Ela procurou um hospital quando começou a sentir sintomas, mas foi diagnosticada como um caso de dengue orientada a fazer repouso. Como seu estado de saúde piorou, voltou a procurar um hospital, levada pelo marido, Marcelo Borges, 38, que também teve sintomas. Ela morreu na quinta-feira (8/6), véspera de uma viagem internacional que faria para comemorar o Dia dos Namorados.

Erissa Nicole Santana, 16

A adolescente esteve na Feijoada do Rosa acompanhando o pai, que é bombeiro e trabalhou no local. O pai da adolescente tem uma empresa que presta serviços de ambulâncias e brigadistas. À EPTV, afiliada da TV Globo, um empregado da empresa do pai de Erissa contou que o patrão foi ao local para levar uma bolsa com medicações. Ela teria ficado no local por apenas meia hora. O Instituto Adolfo Lutz confirmou o caso nesta quinta-feira (15).

Casos suspeitos de febre maculosa, ainda sendo investigados

Mulher de 38 anos

A moradora de Campinas de 38 anos não teve o nome divulgado pelas autoridades sanitárias da cidade. Ela esteve no show de Seu Jorge realizado na Fazenda Santa Margarida, no dia 3 de junho. Ela está internada em um hospital particular do município e aguarda resultado de exames.

Mulher de 40 anos

Também sem nome divulgado, é uma moradora de Hortolândia que esteve na feijoada realizada no local no dia 27 de maio. Ela segue internada em um hospital particular de Campinas.

A febre maculosa é uma infecção causada pelas bactérias do gênero Rickettsia, transmitidas pela picada do carrapato, principalmente pelo carrapato-estrela, que é mais prevalente em áreas rurais. O parasita tem como hospedeiros animais como bois, cavalos e cães.

A doença é endêmica na região de Campinas, e os casos e óbitos são registrados majoritariamente no Estado de São Paulo. Os casos, porém, são pouco frequentes -- segundo o Ministério da Saúde, em 2018, pior ano desde 2007, foram pouco mais de 300 diagnósticos apenas no país.

No entanto, chama a atenção pela alta letalidade. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES) paulista, em 2022 foram 62 casos no estado, dos quais 44 morreram – 74,6%. O problema é geralmente o diagnóstico tardio, já que existe um tratamento altamente eficaz com antibióticos, desde que seja iniciado nos primeiros dias de sintomas. Os sinais envolvem febre alta, dor de cabeça e manchas no corpo.

Veja também

Chuva no Recife: Apac emite alerta para a Região Metropolitana, Agreste e Zonas da Mata Norte e Sul
CHUVAS EM PERNAMBUCO

Chuva no Recife: Apac emite alerta para a Região Metropolitana, Agreste e Zonas da Mata Norte e Sul

Raças do Brasil: fila brasileiro, a primeira raça brasileira reconhecida internacionalmente
Folha Pet

Raças do Brasil: fila brasileiro, a primeira raça brasileira reconhecida internacionalmente

Newsletter