Trânsito

Feriadão de Ano-Novo tem menos sinistros e mortes nas rodovias federais de Pernambuco

Das mortes ocorridas no feriado, três ocorreram por atropelamentos

Atuação da PRF em rodovias de PernambucoAtuação da PRF em rodovias de Pernambuco - Foto: Divulgação/PRF

No feriadão de Ano-Novo, entre a quinta-feira (30) e o domingo (2), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 34 sinistros, 47 feridos e sete mortes nas rodovias de Pernambuco. Os números são menores quando comparados aos registros do ano anterior, quando houve 31 ocorrências, com 33 feridos e oito mortes. As rodovias registraram movimento intenso, mas não houve retenções no domingo (2).

Das mortes, três ocorreram por atropelamentos. Segundo a PRF, um dos sinistros mais graves ocorreu na tarde do domingo (2), no quilômetro 528 da BR-232, em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco.


O motorista de um carro fez uma conversão à esquerda para acessar o trevo de acesso ao povoado de Umãs, quando foi atingido na lateral por uma caminhonete. Duas mulheres e uma menina de seis anos que estavam no banco de trás do carro foram arremessadas para fora do veículo, não resistiram aos ferimentos e faleceram

O motorista e o passageiro do carro ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital de Salgueiro. Os condutores dos veículos realizaram o teste do bafômetro e o resultado indicou que eles não haviam consumido bebida alcoólica. A motorista da caminhonete foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil da região, que irá investigar o caso.

Atuação da PRF
Em quatro dias, os policiais rodoviários federais abordados 2.983 veículos e 4.042 pessoas, sendo emitidos 1.931 autos por diversas infrações. Destacam-se 267 por ultrapassagens em local proibido, 134 pelo não uso do cinto de segurança, 44 pela falta da cadeirinha e 29 pela ausência do capacete.

No combate à alcoolemia, foram realizados 1.114 testes, emitidas 19 autuações, sendo 15 por recusa e quatro por constatação, além de ser detido um motorista que estava sob efeito de álcool. Além da multa no valor de R$ 2.934,70 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o motorista poderá ter o direito de dirigir suspenso por 12 meses.

A fiscalização a veículos de carga resultou em 40 toneladas de excesso de peso registradas, 25 autuações emitidas por desrespeito à Lei do Descanso do Motorista e 10 por irregularidades no exame toxicológico.

As ações de educação para o trânsito alcançaram 1.063 pessoas, por meio de abordagens nas BRs e em terminais rodoviários. Para evitar colisões, foram retirados 75 animais de grande porte das rodovias e prestados 53 auxílios a motoristas, que tiveram problemas com os veículos.

As atividades de combate à criminalidade resultaram em cinco veículos recuperados e 12 pessoas detidas por crimes ambientais, com mandado de prisão em aberto ou por crimes de trânsito.

A fiscalização também recolheu 128 veículos irregulares e 259 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs).

Sinistro
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) revisou a terminologia técnica usada para nominar ocorrências de trânsito. A nova norma corrige a expressão “acidente de trânsito” e a substitui por “sinistro de trânsito”.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), o termo "acidente" traz a conotação de algo imprevisível e incontrolável, sem nenhum nexo de causalidade, o que contraria o conhecimento acumulado sobre a matéria. 

O diretor científico da Abramet, Flavio Adura, destaca que mais de 90% dos acidentes de trânsito registrados no Brasil têm como causa o fator humano.

Veja também

Cientistas fazem alerta sobre qual vírus deve causar próxima pandemia
SAÚDE

Cientistas fazem alerta sobre qual vírus deve causar próxima pandemia

Bombardeios israelenses matam 18 em Rafah após aprovação de ajuda econômica dos EUA
guerra no oriente médio

Bombardeios israelenses matam 18 em Rafah após aprovação de ajuda econômica dos EUA

Newsletter