Ferramentas e apps atenuam ansiedade pelo resultado do Sisu

Com o início das inscrições no sistema, o estudante deve ficar atento a datas, documentos e possibilidades de classificação nos cursos pretendidos

Aplicativo do Sisu permite ver o cronograma e "Dever de Casa" com informações sobre o que fazer na etapaAplicativo do Sisu permite ver o cronograma e "Dever de Casa" com informações sobre o que fazer na etapa - Foto: Reprodução

O resultado do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) só sai na segunda-feira (30), mas nem por isso o estudante deve baixar a guarda nessa reta final. O candidato pode não só acompanhar a evolução das notas no próprio Sistema, como também usar a tecnologia para tentar prever os resultados, além de já se preparar para o ingresso no ensino superior. As inscrições começaram, para os pernambucanos, às 23h da segunda-feira (23) e seguem até sexta (27).

Leia mais:
» Começam as inscrições para o Sisu 2017; saiba como fazer 
» Sisu já tem quase 800 mil inscritos 
» MEC diz que trabalha para sanar dificuldades de acesso ao Sisu
 

Uma das maneiras mais simples e práticas de acompanhar seu desempenho no Sisu é usando o aplicativo desenvolvido pelo próprio Ministério da Educação para os smartphones com sistema Android, iOS e Windows Phone. No app, o aluno pode inserir suas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 e ter acesso - a partir das 23h desta terça (24) - às classificações parciais e notas de corte.

O aplicativo ainda permite comparar a evolução da seleção em quatro diferentes cursos. Cada candidato só pode se inscrever em dois, mas pode mudar de opção ao longo do processo. O programa também disponibiliza um cronograma dos próximos passos, com "dever de casa" para os candidatos, mostrando o que devem fazer em cada etapa do processo seletivo, com dicas, indicativos e datas sobre cada momento da seleção.

Outras ferramentas
Além do app oficial do Sisu, o estudante pode explorar outras ferramentas na disputa por uma vaga nas universidades públicas. Confira esses três sites que ajudam a ficar por dentro do processo seletivo:

- Mapa do Sisu
O Mapa do Sisu é um site intuitivo que permite comparar a chance de entrar em diferentes cursos das instituições de ensino do país. O aluno se cadastra com as suas notas do Enem e a página se encarrega de calcular o argumento classificatório de acordo com os pesos de cada disciplina e comparar com os resultados do ano passado. Além disso, ainda disponibiliza as notas de cortes com a evolução dia a dia.

- Calculadora do Sisu
O site permite fazer o cálculo da média simples ou ponderada das suas notas no Enem como argumento classificatório no Sisu. Já que as universidades utilizam, de acordo com os editais, uma das duas maneiras de calcular, o estudante precisa ficar atento na hora de preencher as notas e os pesos específicos de cada disciplina.

Como funciona o Sisu
O Sisu tem apenas uma etapa de inscrição. No período entre os dias 24 e 27 de janeiro, o candidato poderá se inscrever em até duas opções de vagas ofertadas pelas instituições participantes do programa. Mas é preciso ficar atento na ordem de preferência, que é levada em conta pelo sistema e que também pode ser alterada. Outro alerta é que o Sisu só considera válida a última alteração.

Após o prazo de inscrição, o Sisu seleciona os candidatos com melhor classificação em cada curso de acordo com suas notas no Enem.

Algumas instituições de ensino adotam o uso de pesos específicos para diferentes disciplinas de acordo com o curso escolhido. O cálculo é feito pelo próprio sistema, que gera uma nova nota para o candidato - é por conta disso que o estudante pode ter notas diferentes para cursos diferentes.

Uma vez por dia, o Sisu calcula as notas de corte dos cursos com base no número de inscritos e nas notas mínimas para ficar entre as vagas disponíveis. Então é importante o aluno acompanhar diariamente a sua colocação para saber se conseguirá passar.

O resultado do Sisu será divulgado no dia 30 de janeiro em chamada regular, com matrícula dos aprovados entre os dias 3 e 7 de fevereiro. Caso o candidato não seja selecionado para nenhuma chamada ou tenha sido chamado apenas para a segunda opção de curso, ainda poderá se inscrever na lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro. A convocação para a lista de espera será a partir do dia 16 de fevereiro.

Documentação
Outra dica importante é procurar saber, junto às universidades, as datas de matrícula e documentos exigidos para a inscrição. Há uma variação de acordo com a forma de ingresso - ampla concorrência, para quem veio do ensino privado, e as variações do ingresso por cota. Solicitar às escolas a documentação do aluno é outra providência possível para  a semana da ansiedade.

Folha Educa
Na Folha, o aluno e sua família têm acesso a todas as últimas notícias sobre o Enem, Sisu e todo o universo dos estudantes. A seção Folha Educa é especialmente preparada e voltada para o candidato ficar por dentro das novidades e do que acontece nos processos seletivos.

Veja também

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
Saúde

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos