Ferro-velho onde criança morreu atingida por âncora não tinha alvará

Diante da morte do filho, o segurança Abraão Magalhães recorrerá à Justiça. “Meu filho era um menino estudioso.

O ferro-velho onde o pequeno Ismael Magalhães, 12, morreu esmagado por uma âncora decorativa no domingo passado já havia sido autuado e funcionava irregularmente. De acordo com a Secretaria municipal de Mobilidade e Controle Urbano, o estabelecimento não possuía alvará de funcionamento expedido pela prefeitura e já havia sido notificado para o encerramento das atividades. .

Diante da morte do filho, o segurança Abraão Magalhães recorrerá à Justiça. “Meu filho era um menino estudioso. Nunca tinha dado problema, era escoteiro e queria servir ao exército. Não consigo acreditar”, emocionou-se Magalhães. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia da Mustardinha. “Vamos começar a fazer as ouvidas nesta terça-feira.

 Temos muitas informações e precisamos ter cautela”, disse o delegado Ademar Cândido. A reportagem não conseguiu contato com o proprietário do ferro-velho.

Veja também

EUA supera as 400.000 mortes pela Covid-19
Pandemia

EUA supera as 400.000 mortes pela Covid-19

Com avanço de casos de Covid-19, oxigênio falta em cinco cidades do interior do Amazonas
Pandemia

Com avanço de casos de Covid-19, oxigênio falta em cinco cidades do interior do Amazonas