Festival R.U.A. toma conta do espaço público no Bairro do Recife

Evento realizado no próximo domingo (27), propõe à população da Cidade vivenciar o local de uma forma diferenciada

O bailarino e diretor Dielson PessoaO bailarino e diretor Dielson Pessoa - Foto: Julya Caminha

Um evento quer transformar o tradicional Bairro do Recife em uma grande galeria de arte com diversas atividades de música, dança, esportes e cinema ao ar livre distribuídas em dez polos pela localidade. Esta é a proposta do Festival R.U.A.: Recife Urbana Arte, projeto da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer municipal em conjunto com o Coletivo BoiKOT, que acontece neste domingo, das 9h às 21h, totalmente gratuito.

A primeira edição do evento conta com artistas pernambucanos de renome internacional. Segundo a secretária de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça, a meta é realizar o evento todos os anos e ter em sua programação manifestações artísticas para todas as idades e gostos. “Nosso objetivo é fazer com que as pessoas ocupem os espaços públicos, vivenciem nosso centro histórico e venham desmitificar a questão do grafite, do hip-hop, dos DJs. A gente está fazendo um evento para toda a família”, declarou Ana Paula.

O Festival R.U.A. é decorrente do projeto Colorindo Recife, também promovido pela Prefeitura do da Cidade do Recife (PCR), que realizou 15 oficinas gratuitas de grafitagem e produziu cerca de 40 painéis espalhados pela cidade nos últimos anos.

Um espaço de destaque do evento é a avenida Barbosa Lima, que recebe um painel com cerca de 300 metros quadrados de dimensão, grafitado pelo artista Carlos André Pereira. Grafiteiro há 14 anos, ele defende a realização de eventos do gênero para mostrar à população o que realmente é o grafite. “O Festival R.U.A. é muito importante, pois fortifica ainda mais a arte que, queira ou não, ainda sofre com a discriminação. Esse evento abre portas, dando uma maior valorização, e as pessoas conseguem ver esse tipo de arte com outros olhares”, argumentou o artista.

Leia também:
Festival de Seresta terá Agnaldo Timóteo, Joanna e Faringes da Paixão
Restaurantes do Bairro do Recife sofrem arrombamentos na madrugada
Uma 'cracolândia' resiste no Bairro do Recife

Outro grafiteiro que faz parte do projeto é Júlio César Barcelar. Mais conhecido como Júlio Insano, ele descobriu o grafite em uma oficina voluntária em seu bairro. Atualmente, Insano realiza pintura no Skate Park, no bairro do Pina (Zona Sul), e se orgulha muito do quão a arte mudou sua vida. “Conhecer o grafite me abriu portas e abriu minha mente de uma forma que hoje me sinto outra pessoa. O Festival R.U.A. é muito importante, porque é uma inclusão social muito grande. Como artista e profissional, eu nunca tinha me sentido tão incluso e valorizado”, destacou Júlio Insano.

Performance
No Palco Marco Zero, o bailarino e diretor, Dielson Pessoa, que apresenta seu espetáculo “Diário das Frutas” junto com Cais Cia. de Dança, convocou o público. “A arte está sempre se renovando, as pessoas precisam reconhecer isso, o Recife Antigo merece ter essa diversidade e as famílias têm que ocupar essa Cidade. Não podemos deixá-la entregue. A gente tem simplesmente que fazer e esse evento está mostrando que é possível.”

Dentre as outras atrações do evento estarão DJ KL Jay, Slam das Minas e Okado do Canal. No polo infantil, Carol Levy realiza uma contação de histórias, a partir das 16h. A programação completa pode ser conferida no site do evento.

Veja também

Aos 111 anos, pernambucana tira identidade pela primeira vez
Histórico

Aos 111 anos, pernambucana tira identidade pela primeira vez

Vacinas da Índia devem chegar ao Rio de Janeiro no fim da tarde desta sexta-feira (22)
Coronavírus

Vacinas da Índia devem chegar ao Rio de Janeiro no fim da tarde desta sexta-feira (22)