Fila por leito de UTI em Pernambuco apresenta redução

Abertura de novos leitos ajudou a atenuar pressão, mas o sistema de saúde estadual segue sobrecarregado

Lotação de UTIsLotação de UTIs - Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

A fila de espera por um leito de terapia intensiva (UTI) na rede estadual de Saúde de Pernambuco atingiu, nesta segunda-feira (1º), o menor fluxo das últimas semanas. De acordo com o secretário de Saúde do Estado, André Longo, a fila que já chegou a ter cerca de 300 pessoas, apresentava menos de 60 na tarde desta segunda.

"Conseguimos, além de certa estabilidade de Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave), ampliar a capacidade de leitos de UTI. Hoje superamos 750, se juntarmos as iniciativas do Governo do Estado (672) e da Prefeitura do Recife. Essas pessoas que precisam de UTI às vezes ficam períodos prolongados. Algumas 14 dias, 15 dias ou mais. À medida em que colocamos esses leitos em funcionamento, damos oportunidade para que se recuperem, tenham alta e façam e girar mais leitos”, disse Longo.

Leia também:
Pernambuco anuncia plano de reabertura das atividades econômicas
Pernambuco registra 450 novos infectados e 68 mortes pela Covid-19 em 24h
Curva da Covid-19 se estabiliza em Pernambuco; número de mortes tem tendência de queda


O secretário disse que a última semana foi a primeira em que o sistema de saúde registrou menor índice de estresse desde que foi iniciado o processo de aceleração dos casos da Covid-19 no Estado, na primeira quinzena de abril. Entretanto, a situação ainda é de gravidade. 

Em relação aos leitos de enfermaria, por exemplo, apesar da informação de melhora na ocupação (70%), o número de internados aumenta diariamente. Da última sexta (29) para esta segunda, foram 370 novos pacientes. Se ampliarmos essa comparação para os últimos 15 dias, esse acréscimo é de 2.154 pessoas. Quando analisamos esse crescimento durante o mês de maio, é possível ver um salto de 1.027 internados no dia 1º de maio para 5.556 no dia 1º de junho.

"Praticamente não temos mais fila em enfermaria, zeramos. Da última vez que olhei o painel, tinha menos de 60 pessoas aguardando UTI. Mas isso não nos permite relaxar”, pontuou ele, que está retornando às atividades presenciais após período de isolamento justamente por ter contraído a doença.

As pessoas que aguardam leitos de UTI ficam internadas em salas vermelhas e de estabilização de Policlínicas e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a maioria com suporte de ventilação. Quem faz a coleta dos dados e distribuição desses pacientes é a Central de Regulação de Leitos. 

Longo explicou que a perspectiva é de continuar a expansão da capacidade hospitalar voltada para os casos da Covid-19 durante este mês de junto, com prioridade para as instalações provisórias no Interior do Estado. Os hospitais Mestre Vitalino, em Caruaru, e Geral do Sertão - Governador Eduardo Campos, em Serra Talhada, ganharão unidades anexas. Uma outra estrutura será montada próximo à Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Total de mortos por covid-19 no mundo passa de 3 milhões
Covid-19

Total de mortos por covid-19 no mundo passa de 3 milhões

Jairinho é citado por ligação com milícias ao Disque Denúncia há mais de 10 anos
Caso Henry Borel

Jairinho é citado por ligação com milícias ao Disque Denúncia há mais de 10 anos