Fiscalização apreende 400 kg de alimentos no Mercado de Afogados

Material recolhido teria sido fornecido por empresas com problemas no registro

Reunião pública foi convocada a pedido do vereador Rinaldo Junior (PRB)Reunião pública foi convocada a pedido do vereador Rinaldo Junior (PRB) - Foto: Divulgação / Câmara Municipal do Recife

Aproximadamente 400 kg de queijo, linguiça e manteiga foram apreendidos no Mercado de Afogados, na Zona Oeste do Recife, na manhã desta quarta-feira (30). As apreensões, feitas em operação conjunta com a Agência Defesa e fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) - são devido a problemas no registro das fornecedoras.

A ação conjunta foi provocada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em parceria com a Delegacia do Consumidor, Vigilância Sanitária e polícias Civil e Militar. A Adagro deve suspender ou cancelar os registros que já estavam irregulares, o que justificou a apreensão do material.

O microcomerciante Franklin Machado teve quase todo o queijo que comercializava apreendido. Segundo estimativa do comerciante, o prejuízo gira de R$ 10 a 12 mil. "Eles querem que a gente ligue toda semana para saber se os fabricantes pagaram impostos? Comprei tudo com nota fiscal, todos pareciam ter registro", afirma. Sem a mercadoria, o comerciante pensa em fechar.

O chefe da unidade de inspeção do estado da Adagro, André Sérgio Nogueira explicou que os registros podem ser cancelados de um dia para o outro e o repasse dessas informações é feita pela Vigilância Sanitária. A gerente de Vigilância Daniele Feitosa disse que informa aos comerciantes assim que tem a lista de fornecedores cancelados e/ou suspensos aos revendedores.

O MPPE deve provocar outras ações integradas nesse e em outros mercados.

Veja também

Em meio à pandemia, imagem de santa dá boas-vindas ao fiéis na entrada da Basílica do Carmo
padroeira do recife

Em meio à pandemia, imagem de santa dá boas-vindas ao fiéis na entrada da Basílica do Carmo

PCR contrata 50 novos agentes de saúde ambiental para controle do Aedes aegypti
Saúde

PCR contrata 50 agentes de saúde ambiental para controle do Aedes aegypti