Fiscalização recolhe 30 veículos irregulares no Grande Recife

Foram fiscalizados 110 veículos, sendo emitidas 157 autuações por diversas infrações, entre elas 26 pela falta da CNH e 36 pelo não uso do farol. Um condutor que estava sob efeito de álcool foi preso

Foram fiscalizados 110 veículos, sendo emitidas 157 autuações por diversas infrações, entre elas 26 pela falta da CNH e 36 pelo não uso do farol. Um condutor que estava sob efeito de álcool foi presoForam fiscalizados 110 veículos, sendo emitidas 157 autuações por diversas infrações, entre elas 26 pela falta da CNH e 36 pelo não uso do farol. Um condutor que estava sob efeito de álcool foi preso - Foto: Divulgação/PRF

Uma fiscalização realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) recolheu 30 motocicletas por diversas irregularidades nos municípios de Abreu e Lima, Igarassu e Goiana, no Grande Recife.

Durante as abordagens, foram fiscalizados 110 veículos, sendo emitidas 157 autuações por diversas infrações; entre elas 26 pela falta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), 36 pelo não uso do farol, 22 por licenciamento atrasado, 11 pela ausência de equipamento obrigatório e quatro pela falta do capacete.

Leia também:
Caminhão com 2.400 kg de carnes sem refrigeração é apreendido na BR-101
Justiça entrega mais de dois mil celulares apreendidos em prisões
Nove pessoas presas e um menor apreendido em operações na RMR e na Zona da Mata


Foram realizados, ainda, 101 testes do bafômetro, e um condutor que estava sob efeito de álcool foi preso. Segundo a PRF, o índice verificado durante o teste foi de 0,44mg/l, que configura crime. Ele foi conduzido à Central de Plantões da Capital, em Campo Grande, na Zona Norte do Recife, onde foi multado no valor de R$2.934,70 e recebeu sete pontos na CNH.

Veja também

Polícia prende suspeitos de roubo a agência bancária na avenida Caxangá
Assalto

Polícia prende suspeitos de roubo a agência bancária na avenida Caxangá

França coloca 20 departamentos em 'vigilância reforçada' pela Covid-19
Pandemia

França coloca 20 departamentos em 'vigilância reforçada' pela Covid-19