Fisioterapeuta volta ao Recife sem o filho Carlinhos

Cláudia Boudoux, que chega nesta terça, informou que está com o psicológico abalado

Banda Patusco agita a foliaBanda Patusco agita a folia - Foto: Divulgação

O drama da fisioterapeuta Cláudia Boudoux parece não ter fim. Depois da frustração em não poder resgatar o filho, durante sua viagem a Buenos Aires, a mãe de Carlinhos Attias Boudoux, decidiu antecipar sua volta para o Recife e embarcará de volta para o Brasil por volta do meio dia desta terça-feira (20).

De acordo com Cláudia, após longa reunião com diplomatas e advogados no consulado brasileiro, foi decidido sua volta, já que não há expectativa para o fim do processo. “Meu psicológico está muito abalado. Tenho que buscar forças no meu Deus para seguir lutando”, disse Cláudia na manhã desta terça.



“Fizemos ontem uma longa reunião com Cônsul e a Vice-Cônsul em Buenos Aires, mas não sabemos ainda o que vai acontecer”, disse. Cláudia agradeceu ainda o apoio que tem recebido do consulado. “Sai da reunião muito mal, mas, por outro lado, sei que estou tendo o apoio do Consulado Brasileiro, do governo de Pernambuco, dos amigos, da família e, principalmente, de Deus. Com isso tenho armas e forças para continuar lutando”, afirmou.

O menino foi levado pelo pai, o advogado argentino Carlos Attias, no final do ano passado sem autorização da mãe que tem a guarda da criança. Cláudia sairá do Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, em Buenos Aires, deverá fazer uma conexão no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e chegar a capital pernambucana na madrugada de quarta-feira (21).

Veja também

Com Covid-19, prefeito de Manaus é transferido para o Sírio-Libanês
Coronavírus

Com Covid-19, prefeito de Manaus é transferido para o Sírio-Libanês

Comando do Nordeste leva banda a hospitais e faz ações de desinfecção
Reforço

Comando do Nordeste leva banda a hospitais e faz ações de desinfecção