Folha Finanças esclarece sobre como investir seu dinheiro

Especialista dá dicas de como você pode investir seu dinheiro. Envie sua pergunta para [email protected]

Folha FinançasFolha Finanças - Foto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é Bruno Moura Tôp, professor de Finanças da Unibra. Mande sua pergunta também. Mande sua pergunta também para o e-mail [email protected].

Tenho R$ 100 mil e tenho uma oferta de CDB por volta de 16% do CDI para 3 anos. Vale a pena investir toda a quantia ou devo fazer alguma diversificação? Se sim, de que tipo? (Marcos Garbo, São Paulo, Capital)

Uma taxa de 16% em 3 anos significa que o rendimento em questão é superior à poupança, no mesmo período, que alcançaria 14,29%. Entre as possibilidades que são bem atrativas, atualmente, temos vários fundos de investimento com baixo risco e com taxas de retorno superiores. As do CDB têm baixíssimo risco, por isso sua rentabilidade é próxima da poupança. Indico que você procure uma corretora de investimentos com um bom histórico de resultados para maiores informações sobre seu perfil de investidor e de como alocar, de forma eficiente, este montante.

Como funciona o investimento no Tesouro Direto? É algo que pode trazer riscos? (Osvaldo Figueiredo, Vila da Inabi, Camaragibe) 

O Tesouro Direto é um título emitido pelo Governo Federal. Atualmente tem sido uma excelente opção para pessoas com o perfil conservador que buscam um rendimento maior do que da caderneta de poupança. Ao investir nesta modalidade, o Governo Federal se compromete a pagar seu dinheiro com um acréscimo de juros pré ou pós-fixado. O Tesouro Direto é um dos títulos mais seguros da nossa economia, tendo um risco quase que inexistente.

>> Edição de 30/07/2019

Neste espaço, você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o analista de investimentos da Finacap Alexandre Brito. Mande sua pergunta também para o e-mail [email protected].

Qual a melhor forma para se investir os R$ 500 do FGTS? Tenho uma conta em banco digital, mas gostaria de aumentar o rendimento. (Sylvia Oliveira, Janga, Paulista).

O primeiro passo de qualquer investidor deve ser na construção da sua reserva de emergência. Por reserva de emergência se entende aquele recurso que devemos aplicar em investimentos conservadores no qual o objetivo será não perder valor no decorrer do tempo, ou seja, que supere o crescimento da inflação. Recomenda-se que o tamanho dessa reserva seja em torno de 3 a 6 meses de seus gastos mensais. No caso de você já possuir sua reserva de emergência, deve-se levar em considerar seu perfil como investidora (se você tem maior ou menor apetite a risco). De qualquer forma, recomendaria avaliar fundos de investimentos que tenham baixa taxa de administração e um bom histórico de resultados. Há várias opções de bons fundos que o investimento inicial gira em torno de R$ 500 a 1.000. É uma forma barata e eficiente de você aplicar seus recursos com profissionais do mercado e diversificar seus investimentos.

>> Edição de 23/07/2019

Neste espaço, você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o administrador Eduardo Caldas. Mande sua pergunta também para o e-mail [email protected].

Preciso aplicar 10 mil reais. Qual seria a melhor aplicação em termos de rentabilidade e prazo, visto que posso precisar daqui a alguns meses? (José Monteiro, Casa Forte, Recife).

Seria interessante, antes de tudo, definir se há alguma parte desse valor que não utilizarias. Caso sim, buscar um investimento que te renda mais e, que de certa forma não tenha uma liquidez tão imediata. Mas, caso venhas precisar de todo o recurso, e se a utilização é para algo já programado, poderias ter uma diversificação boa em tesouro, Selic, Pré-fixado e Inflação, ou também em fundos multimercado, que são os que buscam melhores alternativas em várias vertentes diferentes, como título público, crédito privado, ações nacionais e internacionais, juros e moedas, entre outros.

Estou na dúvida para realizar investimentos, pois, como não estou contando em me aposentar com essa nova previdência pública, quais dicas para começar a investir e assim fazer uma aposentadoria? (Ronaldo José, Centro, Itapissuma)

A previdência privada ainda sim é uma alternativa interessante desde que feito da maneira correta. O tipo de previdência de acordo com sua realidade, VGBL ou PGBL (possui benefícios fiscais), e o tipo de tributação, regressivo ou progressivo. Uma outra alternativa muito interessante é o fundo imobiliário (Fii). Do qual você aplica uma única vez o recurso, ou consegue programar mensalmente. A rentabilidade é em conta corrente, todos os meses e isento de imposto de renda. Dessa forma você consegue criar um montante interessante para o longo prazo e recebendo como se fosse um aluguel de imóvel, por exemplo. Você só pagaria imposto de renda no Fii caso você venda as suas cotas, que seria 20% em cima do lucro obtido em cima da valorização dessas cotas que você adquiriu.

>> Edição de 16/07/2019

Neste espaço, você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o educador financeiro Arthur Lemos. Mande sua pergunta também para folhafinanc[email protected].

Tenho R$ 1 mil aplicados em poupança. Se eu investir ele em renda fixa, posso retirar a qualquer momento caso eu precise do dinheiro? (Paulo Reis, Jardim Atlântico, Olinda)

Existem várias opções de investimento em Renda Fixa. Há produtos com altíssima liquidez, onde o prazo para resgate é imediato, como existem também outras opções com menor liquidez, casos onde o prazo de recebimento pode durar 90 dias ou mais após solicitação de resgate dos recursos investidos.

Ou seja, você pode retirar a qualquer momento sim em alguns produtos, como por exemplo, Certificado de Depósito Bancário (Cdbs) e títulos públicos. Pergunte sempre ao seu assessor ou gerente qual a liquidez daquele produto, se há carência e em quanto tempo você recebe os recursos após aplicá-lo.

Todos os meses, separo R$ 400 do meu salário e coloco na poupança. Porém, pelo baixo retorno desse investimento, gostaria de aplicar em algo mais rentável. Qual seria o melhor investimento que eu poderia fazer mantendo esse depósito fixo mensal de R$ 400? (Eduardo Luiz, Candeias, Jaboatão dos Guararapes)

Com esta disciplina você terá resultados expressivos no longo prazo. Sugiro começar investindo em títulos públicos pela característica de alta segurança destes papeis.

Em seguida, busque mais informações sobre investimentos. Com o tempo e com mais experiência, você se sentirá preparado para avançar para outras alternativas, incluindo investimentos em renda variável, o que tende a ser extremamente vantajoso no longo prazo.

>> Edição de 09/07/2019

Neste espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o administrador Eduardo Caldas. Mande sua pergunta também para [email protected].

Vou receber R$ 1.500 da restituição do imposto de renda. Não tenho nada planejado para comprar. Qual a melhor aplicação com esse valor? (Lucicleide Silva, Casa Caiada, Olinda)

É interessante sempre saber qual seria o seu perfil para aplicações. Normalmente existem os perfis Conservadores, Moderados, Arrojados e Agressivos. Para investidor iniciante, uma alternativa muito segura e que possui um custo menor, é Título do Tesouro Nacional.

O Tesouro Selic é a aplicação mais conservadora e com menor custo para isso. Entrega uma rentabilidade de acordo com a nossa taxa de juros e tem liquidez para qualquer emergência e/ou oportunidade que venha a aparecer.

Essa aplicação pode ser feita através de corretora de valores ou junto ao banco onde possui conta. Ou, até mesmo diretamente pelo site do tesouro direto

Vendi meu carro por R$ 15 mil e quero comprar outro, mas pretendo usar R$ 5 mil desse valor para aplicar e tirar daqui a um ano. Qual seria a melhor aplicação? (Jose Carlos Santos, Janga, Paulista)

A melhor aplicação vai ser ajustar com o objetivo que se tem para esse valor e o quanto você está disposto a isso.

Como há um prazo curto para isso, um ano, existem fundos do qual, mesmo pagando imposto de renda no resgate, há a possibilidade de bons ganhos.

O mercado está bem atrativo para Pré-Fixado e Inflação. Existem fundos que não utilizam o CDI como referência de ganho e sim outros como IRF-M (referência para todos os títulos pré-fixado do tesouro) e o IMA-B (referência para todos os títulos da inflação). Esses tipos de fundo possuem vários papéis diferentes do qual, normalmente, se tem uma rentabilidade bem acima do CDI (taxa básica de juros). Esses fundos podem ser aplicados diretamente no banco onde possui conta ou em corretoras de valores.

Veja também

Portugal prende 2 brasileiros que integravam esquema de falsificação de passaportes
notícias

Portugal prende 2 brasileiros que integravam esquema de falsificação de passaportes

Em meio a polêmica, ministro veta divulgar cloroquina em 'dia D' contra Covid
coronavírus

Em meio a polêmica, ministro veta divulgar cloroquina em 'dia D' contra Covid