Folha lança campanha pela vida e contra o câncer

Ação em apoio ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul alerta para a necessidade do diagnóstico precoce dos cânceres de mama e de próstata

Incursão Fotográfica Meninos do CoqueIncursão Fotográfica Meninos do Coque - Foto: Incursão Fotográfica Meninos do Coque/Divulg

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que em 2016 devem surgir 57,9 mil novos casos de câncer de mama e 61,2 mil casos de tumores de próstata. Juntas, as duas doenças são responsáveis por quase 27 mil mortes de brasileiros por ano, muitas delas porque os pacientes chegam tarde aos serviços de saúde. Só em Pernambuco, entre 2010 e 2015, os óbitos por câncer de mama aumentaram 13,3%. Os de próstata, no mesmo período, tiveram acréscimo de 16,5% - em 2015, 1.388 pernambucanos perderam as vidas por esse tipo de tumor. A decretação precoce do câncer é fator decisivo para vencer no tratamento. A Folha de Pernambuco lança, a partir deste sábado (1º), a campanha “De mãos dadas pela vida” com o intuito de dar visibilidade aos temas durante o Outubro Rosa e o Novembro Azul.

“A campanha é ‘De mãos dadas’ porque a prevenção e o cuidado devem ser comuns a todos. Vamos levar ao longo dos dois meses essa conscientização com muita informação. Porque acreditamos que a melhor forma de se prevenir é estar bem informado. Então, vamos ter matérias e discussões com profissionais da área. Tudo na expectativa de que as pessoas se informando possam se cuidar melhor, se prevenir melhor”, disse a diretora Administrativa da Folha de Pernambuco, Mariana Costa.

Nesta união de esforços pela saúde das mulheres e homens, os já conhecidos laços de fita do Outubro Rosa e Novembro Azul estão unidos no layout da campanha do jornal. A proposta é também tratar do tema levando em consideração o lado de quem já teve câncer, de como conviveram com o tratamento, se curaram e superaram essa fase da doença. “Estamos aqui para prestar o serviço social, que entendemos que o jornal tem acima de tudo”, complementou Mariana Costa.

O chefe do serviço de Oncologia do Hospital das Clínicas de Pernambuco, Luiz Alberto Matos, enfatizou que a atenção dos pacientes sobre a própria saúde e a busca rápida pelos serviços de saúde são peças-chave nessa batalha pela vida. “A detecção precoce é que faz toda a diferença na sobrevida”, afirmou. É esse tempo entre a suspeita e o diagnóstico final que incidirá na sobrevida e cura. As matérias especiais sobre o Outubro Rosa começam nesta terça-feira com uma abordagem sobre sinais de alerta para o câncer de mama e os mitos e verdades sobre fatores de risco para este tipo de tumor.

Novas matérias serão publicadas todas as terças-feiras do mês. Com relação à saúde masculina, a série de reportagens inicia no dia 1º de novembro e também se repetirá uma vez por semana, sempre às terças. Leitores com sugestões de temas para matérias sobre o câncer de mama e de próstata, ou com histórias de superação da doença, podem enviar e-mail para a redação pelo endereço [email protected] ou no WhatsApp 99219.5361.

Veja também

Acusado de acidente que matou mulher na Estrada de Aldeia é liberado após pagar fiança de R$ 200 mil
RMR

Acusado de acidente que matou mulher na Estrada de Aldeia é liberado após pagar fiança de R$ 200 mil

TI Afogados operará como integração temporal a partir deste sábado, 31
Mobilidade

TI Afogados operará como integração temporal a partir deste sábado, 31