Folia mais violenta em Pernambuco, segundo oposição

O balanço oficial do Governo do Estado deve ser divulgado hoje pela Secretaria de Defesa Social

Segurança no CarnavalSegurança no Carnaval - Foto: Rafael Furtado/Arquivo Folha de Pernambuco

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) estima que a criminalidade aumentou 15% durante a o Carnaval 2017. Uma comissão realizou um levantamento extraoficial e pretende apresentá-lo ainda nesta quinta-feira (2). O balanço oficial da Secretaria de Defesa Social (SDS) também será divulgado até o fim do dia. 

Enquanto os dados, tanto da SDS quanto da oposição, eram fechados, novos atos de violência foram registrados na Região Metropolitana e Mata Sul do Estado. Apenas ontem, duas investidas terminaram com dois assaltantes mortos, após reação de policiais militares, no Pina, Zona Sul do Recife, e em Tamandaré, no Litoral Sul.
Segundo o líder oposicionista, deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), os dados extraoficiais também apontam uma queda de 30% no número de foliões nas ruas. As informações foram levantadas juntas a associações, sindicatos, relatos internos da SDS e de casos noticiados na Imprensa. Costa Filho, todavia, disse que aguarda os números oficiais da Secretaria. “Estamos tendo informações preliminares do aumento da criminalidade no Carnaval”, afirmou.

Assalto e morte
Uma tentativa de assalto, no bairro do Pina, Zona Sul do Recife, acabou com a morte de um bandido por uma policial militar que foi vítima da investida, na última quarta-feira (1). Já na Zona da Mata Sul, dois crimes resultaram em três mortes. Em Tamandaré, um assalto com reféns resultou na morte de um suspeito na madrugada da última quarta-feira (1), após dois homens pularem o muro de uma residência, no Loteamento Oitizeiro, e apontarem armas para três pessoas.

Uma das vítimas era um policial militar e que reagiu. E em Água Preta, um guarda municipal e um PM trocaram tiros, anteontem, após uma discussão. Ambos chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Procurada pela reportagem, a SDS disse que só falaria sobre os números durante a divulgação do balanço oficial.

Veja também

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus
Pandemia

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus

Covid-19: Ministério confirma reinfecção com nova variante no Amazonas
Pandemia

Covid-19: Ministério confirma reinfecção com nova variante no Amazonas