Clima

Fortes chuvas em Cuba deixam um morto e inúmeros danos materiais

A Força Aérea Cubana fez resgates em uma localidade no município de Yara, em Granma, onde as pessoas ficaram presas dentro de suas casas

Chuvas em Cuba causam danos à população do paísChuvas em Cuba causam danos à população do país - Foto: Rodolfo Blanco Cueacn/AFP

As fortes chuvas dos últimos dias causaram inundações em várias províncias do centro e do leste de Cuba, com o balanço de um morto, milhares de pessoas deslocadas e danos materiais significativos, informaram as autoridades no sábado (10).

"Os danos são consideráveis nas residências, nas estradas e na agricultura. Estamos trabalhando para proteger e retirar as famílias", disse o presidente Miguel Díaz-Canel em sua conta no Twitter.

As autoridades relataram, na sexta-feira, a morte de um homem de 60 anos por afogamento na província de Granma (leste), onde mais de 7.200 moradores foram retirados de suas casas e estão abrigados em residências de familiares e amigos. Cerca de 200 pessoas estão em abrigos públicos.

A Força Aérea Cubana fez resgates em uma localidade no município de Yara, em Granma, onde as pessoas ficaram presas dentro de suas casas, devido à água.

Imagens dos veículos de comunicação cubanos mostram extensas áreas inundadas e moradores com água até a cintura em municípios das províncias de Holguín, Camagüey, Santiago de Cuba e Las Tunas, na região oeste, e em Sancti Spíritus, no centro da ilha.

Pontes, estradas e o sistema de esgoto estão danificados em diferentes pontos dessa parte da ilha. O serviço nacional de transporte ferroviário foi cancelado de Havana até o leste do país.

Em Camagüey, capital da província de mesmo nome, os rios Hatibonico e Tínima transbordaram, causando inundações em parte da cidade.

A invasão das águas também levou ao afogamento de nove dos 33 animais de um zoológico daquela província.

Em Las Tunas, cerca de 700 hectares de cultivos diferentes foram afetados.

O presidente pediu à população que "tenha aumente os cuidados e seja responsável", porque "as chuvas e o perigo ainda não cessaram".

De acordo com o Instituto de Meteorologia de Cuba, "essa situação hidrometeorológica continua relacionada com a persistência de uma área de baixa pressão nos níveis médios e altos" sobre o Golfo do México.

"Nas próximas 24 horas, essas condições de instabilidade atmosférica se manterão em todo o território nacional, pois a área de baixa pressão terá movimento muito lento, motivo pelo qual persistirá a atividade de chuvas e tempestades elétricas em grande parte do país", especialmente no centro e leste, acrescentou o instituto.

Veja também

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas
rio grande do sul

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Newsletter