Fotógrafa da Folha é finalista do Prêmio Urbana de Jornalismo

Protesto com pneus em chamas em avenida do Recife foi captado pelas lentes de Brenda Alcântara. Folha também é finalista com a série "Estradas do desperdício", produzida pelas jornalistas Mariama Correia e Raquel de Freitas

Fotojornalista Brenda AlcântaraFotojornalista Brenda Alcântara - Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

A fotojornalista Brenda Alcântara, de 24 anos, que integra a equipe de fotografia da Folha de Pernambuco, é uma das finalistas do 14° Prêmio Urbana de Jornalismo, que este ano traz o tema “O poder da cidadania na melhoria da mobilidade”. A premiação, que é realizada pela Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) em parceria com o Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (SinjoPE), tem o objetivo de ampliar as discussões sobre a mobilidade urbana. A Folha de Pernambuco também é finalista com a série de reportagens "Estradas do desperdício" (veja abaixo).

A foto - "Caminhos em chamas" - finalista da categoria Fotografia surgiu inesperadamente, segundo Brenda Alcântara. “Essa não era uma pauta. Isso que é mais legal nessa foto”, conta Brenda. Em outubro de 2017, ela ia para uma pauta produzida quando passava pela avenida Cruz Cabugá, na região central do Recife, e se deparou com um protesto interditando a via. “A galera quebrando tudo, usando spray de pimenta. Eu falei pro motorista: para, para, para agora que tem que descer”, comentou a fotojornalista.

Guiada pelo instinto, fez as fotos às pressas, já que tinha uma outra pauta marcada que não poderia deixar de ir. Sem se ater demais às questões estéticas, Alcântara conta que as regras da fotografia já estão internalizadas e que segue a intuição na composição da foto. “Eu tenho uma coisa muito do instinto, sou fotógrafa de rua...Vou sentindo e indo”, disse Brenda.  

Foto de Brenda Alcântara finalista do prêmio

Foto de Brenda Alcântara finalista do prêmio - Crédito: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Leia também:
Protesto interdita dois sentidos da BR-101 no Recife; veja fotos
[Galeria] Manifestantes ficam feridos em protesto por moradia no Recife


O aviso da classificação aconteceu durante uma consulta. Aos risos, Brenda relata que se desculpava com a médica enquanto tentava abrir o e-mail para ver quais dos amigos estariam junto com ela na final. “Abri, no meio da consulta, o e-mail dizendo: rapidinho, doutora. Não consegui ver porque a internet estava péssima. Quando acabou a consulta, saí correndo pra ver”, disparou. 

A disputa será entre Brenda e os fotógrafos Bobby Fabisak e Alexandre Gondim, do Jornal do Commercio. “Estar na final já é muito bom. E estar na final com grandes amigos é melhor ainda. O que vier é lucro”, completou. Uma das referências de Brenda, logo quando entrou no mercado de trabalho, era a fotojornalista Teresa Maia. “Mas eu tenho muitas referência, inclusive sou casada com alguém que também é referência para mim [o fotojornalista Diego Nigro].” Nos últimos quatro anos havia apenas homens entre os finalistas, segundo Alcântara. “Isso é muito importante, a gente pensar que só têm uma mulher representante dentre os três grandes jornais da RMR [neste ano]”.

"Estradas do desperdício"

A Folha de Pernambuco também é finalista do 14º Prêmio Urbana de Jornalismo com a série de reportagens "Estradas do desperdício", produzida pelas jornalistas Mariama Correia e Raquel de Freitas. Na série, as jornalistas abordaram como entraves rodoviários atrasam a atividade econômica, além de projetos viários que ficaram no meio do caminho e experiências que podem apontar para soluções.


Veja também

Contran publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos
Estradas

Contran publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos

EduCAPES: aplicativo disponibiliza livros, videoaulas, imagens e artigos gratuitos
Educa Mais Brasil

EduCAPES: aplicativo disponibiliza livros, videoaulas, imagens e artigos gratuitos