[Fotos] Bairro do Recife fervilha cultura pernambucana neste domingo

Blocos e troças animam os foliões nas ruas e nos palcos do principal polo do Carnaval da capital

Apresentação de caboclinho no palco do Arsenal Apresentação de caboclinho no palco do Arsenal  - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Frevo rasgado, frevo de bloco, maracatu, caboclinho... No Bairro do Recife tem atrações para todos os gostos. E não precisa nem procurar muito. Quando você menos esperar, vai passar uma agremiação junto de você. Essa mistura de ritmos e cores foi o que encantou a turista Luciana Leão, que veio de Alagoas com a família para conhecer o Carnaval da capital pernambucana.

Leia também:
[Fotos] Tem Carnaval para as crianças e muito frevo neste domingo
[Fotos] Super-heróis para vencer o calor, o aperto e as ladeiras de Olinda
Mucha Lucha: murros de mentira numa brincadeira 'família'


“Estamos encantados porque em Maceió não tem essa coisa de brincar na rua, de fantasia. É tudo muito bonito aqui”, disse ela, que teve o coro da filha, Maria Luiza, de 10 anos. A pequena está aproveitando toda a diversidade da festa local, com direito até a caricatura feita na hora para eternizar a passagem pelo Recife. “Amei o desenho, a feirinha de artesanato, as músicas. Estou gostando de tudo”, contou Maria Luiza.

Por volta das 17h deste domingo (11), o Bairro do Recife já estava lotado. Muitos blocos e troças levaram os foliões ao delírio com frevos clássicos, como “Vassourinhas”, “Voltei Recife” e o “Hino do Elefante de Olinda”. Blocos líricos, nações de maracatu e grupos de caboclinho também desfilaram pelas ruas e alguns até se apresentaram nos palcos do Arsenal da Marinha e do Marco Zero.

Shows
Ainda neste domingo (11), o palco do Marco Zero, principal polo do Carnaval do Recife, recebe a noite do samba, a partir das 20h. Se apresentam a Orquestra Recife de Bambas, com Belo Xis, Gracinha do Samba, Jorge Riba, Karyna Spinelli e Negro Thor, seguida por Gerlane Lops, Fundo de Quintal, Casuarina e Monobloco. No Arsenal, as atrações são Maestro Edson Rodrigues, Antônio Nóbrega, Geraldo Maia, Mevinha Queiroga, Charles Teone e Josildo Sá.

Feirinha
Vários stands estão à disposição do público na rua Domingos José Martins, paralela à rua do Bom Jesus, com fantasias, calçados e acessórios para curtir os dias de festa, como porta latinhas e carteiras. Há também opções de souvenirs que remetem à cultura do Estado.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG