[Fotos] Samba pede passagem na Terra do Frevo

No total, sete escolas desfilam na noite desta segunda (12). Apuração acontece na quinta-feira (15)

Desfile das escolas de samba do RecifeDesfile das escolas de samba do Recife - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Olha o samba pernambucano aí, gente! Em plena Terra do Frevo, os tamborins pediram passagem na noite desta segunda-feira (12). Um total de sete agremiações, divididas em duas divisões, tomam conta do Desfile das Escolas de Samba, na avenida Dantas Barreto. 

Porém, esqueça toda a pompa do eixo São Paulo-Rio de Janeiro. Com uma realidade bem diferente, o que falta em verba sobra em raça e animação, com o público interagindo e cantando a maioria dos sambas-enredo apresentados pelas agremiações.

Leia também:
[Fotos] Blocos Líricos atraem público no Recife Antigo
Silvério abre noite que tem Skank, Nando Reis e Hooker
Criatividade faz do Carnaval fonte para renda extra
Carnaval de Olinda deve atrair quatro milhões de pessoas

Com um pequeno atraso e alguns problemas pela falta de organização, a primeira escola, a Rebeldes do Samba, entrou na Dantas Barreto com cerca de 20 minutos de atraso. O que não a impediu de agitar as arquibancadas. Em seguida, foi a vez da Imperiais do Ritmo, cheia de cores e brilhos, superando a chuva fina que teimava em cair.

A multicampeã e sempre favorita Gigantes do Samba está programada para iniciar o seu desfile por volta de 1h, podendo atrasar um pouco mais por conta dos atrasos registrados.

Entre os que afirmaram que não trocariam a pompa carioca e paulista pelo desfile pernambucano está o motorista Rildo Albuquerque, de 46 anos. “O amor que eles mostram na avenida é muito mais bonito. Não é pelo dinheiro.” A tão esperada apuração acontece nesta quinta-feira (15), às 9h, no Pátio de São Pedro.

Veja também

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana
Mariana

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana