FPF promete concluir Paulistão, mas diz que futebol será diferente

Presidente da entidade explicou que houve uma reunião na quarta (15) com os dirigentes dos clubes participantes e ficou definido o término do torneio dentro de campo

Federação Paulista de FutebolFederação Paulista de Futebol - Foto: Divulgação

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, afirmou, em entrevista na manhã desta quinta (17), que o Campeonato Paulista será concluído dentro de campo, mas admitiu que o futebol será diferente."Temos que nos preparar para a volta, porque vai ser um futebol diferente, não dentro de campo, mas na hora de cuidar da saúde de todo mundo: jogadores, torcedores, comissão técnica, maqueiro", explicou.

O dirigente explicou que houve uma reunião na quarta (15) com os dirigentes dos clubes participantes e ficou definido o término do torneio dentro de campo. "Os clubes decidiram por unanimidade que querem terminar dentro de campo", apontou.

Ele, entretanto, voltou a afirmar que aguarda posicionamento das autoridades políticas e de saúde para determinar o retorno. "É impossível se falar em data hoje. Quem pode determinar, autorizar o retorno do futebol são as autoridades de saúde e governos. Temos que aguardar essa manifestação, mas não podemos ficar de braços cruzados", disse.

Carneiro Bastos também adiantou que a FPF já estuda um novo protocolo de saúde. "Vai ter que ter uma nova forma para se chegar, sair do estádio, novas normas de higiene. Assim que os clubes de São Paulo querem terminar suas competições. Até o final de abril, o primeiro passo é criar um protocolo de saúde. Em contato com os médicos dos clubes, o médico da federação está participando desse processo. O presidente Rogério Caboclo [da CBF] liberou o protocolo nacional", explicou.

Leia também:
Clubes dividirão R$ 210 mi por direitos de TV do Brasileiro no exterior
Clubes começam estudo para antecipar volta do futebol
Pandemia de coronavírus pode mudar mercado do futebol mundial

Os clubes se reuniram na quarta-feira para tratar do tema. Por mais de duas horas, os presidentes de clubes e a FPF discutiram o assunto."Realmente, ontem fizemos uma reunião com os 16 presidentes de clubes da série A1 para falar do nosso produto. O mundo vive uma situação diferente em que todos estão preocupados com saúde, bem-estar, mas cada um [está] preocupado com seu produto. Nosso produto é o Campeonato Paulista, e nós debatemos por mais de duas horas ontem sobre a competição e a retomada", disse.

O Campeonato Paulista foi paralisado após a 10ª rodada, no dia 16 de março, em razão da pandemia do novo coronavírus. No cronograma original, ainda seriam disputadas mais duas rodadas na fase de grupos, quartas de final, semifinal e final.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira com arma carregada
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira com arma carregada

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu
Enem 2021

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu