Gripe aviária

França vai sacrificar milhões de animais por gripe aviária

Desde o final de fevereiro, as infecções aumentaram drasticamente no oeste do território

No início do mês, o departamento registrou 58 infecções, mas poucos dias depois, o último balanço registrou 187No início do mês, o departamento registrou 58 infecções, mas poucos dias depois, o último balanço registrou 187 - Foto: Pexels

A França sacrificará milhões de animais no noroeste do território para impedir uma nova epidemia de gripe aviária que afeta os avicultores. 

Desde o final de fevereiro, as infecções aumentaram drasticamente no oeste do território, particularmente no departamento de Vendée. 

No início do mês, o departamento registrou 58 infecções, mas poucos dias depois, o último balanço registrou 187.

"Atualmente, eliminamos cerca de 1,2 milhão de animais e estimamos que ainda temos que abater 3 milhões" na região, disse o Ministério da Agricultura à imprensa nesta sexta-feira.

"Teremos perdas econômicas fenomenais que serão suportadas no todo ou em parte pelo Estado. Apesar de tudo, haverá custos de danos colaterais, falta de produção [de aves] nas próximas semanas", prevê Christophe Labour, presidente da avicultura seção do sindicato agrícola FNSEA para a região do Pays de la Loire. 

O alcance desta crise já supera o do ano passado, que ocorreu especialmente no sudoeste, região onde se produz foie gras.

Nesse período, cerca de 500 surtos de gripe aviária foram identificados em fazendas e 3,5 milhões de animais, principalmente patos, foram abatidos. 

Nesta temporada, desde que o primeiro caso foi detectado no final de novembro, 649 focos foram registrados em fazendas, segundo o Ministério. 

E mais de quatro milhões de aves já foram abatidas, a maioria no Sudoeste. Dessa forma, há menos aves nas granjas, o que dificulta a multiplicação do vírus.

Veja também

Fechamento da Télam prejudicaria direito de argentinos à informação
Télam

Fechamento da Télam prejudicaria direito de argentinos à informação

Moda da Hermès desafía todos os elementos
Moda

Moda da Hermès desafía todos os elementos