Francisco Brennand Exposição

Francisco Brennand prepara exposição com obras inéditas

“As Névoas de Caspar” reúne 23 telas inéditas do artista pernambucano

Deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB)Deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) - Foto: Divulgação

O mestre Francisco Brennand está nos ajustes finais para lançar exposição inédita, reunindo 23 telas novíssimas. A inauguração de “As Névoas de Caspar” promete ser o grande evento artístico do ano em Pernambuco e está marcada para acontecer no dia 23 de novembro, na galeria Shopping da Decoração, em Boa Viagem. Na noite, Brennand vai receber os convidados ao lado das filhas, Neném e Maria Helena.

Na ocasião, também será lançado o Calendário Brennand 2017, reunindo 12 imagens da exposição. Confira abaixo o texto assinado pelo próprio Francisco Brennand para apresentar a nova exposição:

“Homenagem a  Caspar”, 2016, um dos destaques da nova exposição de Francisco Brennand

Foto: “Homenagem a Caspar”, 2016, um dos destaques da nova exposição de Francisco Brennand
Créditos: Cortesia 

As névoas de Caspar
Por Francisco Brennand

3 de março de 1981 (Mata Redonda – Triunfo)

Por seis dias consecutivos, olho o sol poente aqui nestas brenhas. Num certo momento peço a Fenícia que me fotografe pelas costas com um flash (porque se trata de um violento contraluz). Alguns desses retratos tirados ou extraídos de uma simples polaróide, ficam de uma beleza surpreendente e por que não dizer fantasmagórica, o que me faz recordar as personagens de algumas pinturas de Caspar David Friedrich, colocadas igualmente em paisagens montanhosas e diante de vales sombrios, que contribuíam para acentuar o mistério de seus quadros.


11 de abril 1987

Registro o recebimento de um cartão postal com uma pintura do romântico alemão Philipp Otto Runge, enviado gentilmente por Casimiro Xavier de Mendonça, um excelente crítico de arte que sabe dos meus gostos pelos Nazarenos alemães. Por paradoxal que pareça − diante do que faço nas esculturas cerâmicas −, o meu espírito continua a vagar neste turvo misticismo romântico que tem em Caspar David Friedrich o seu supremo representante.


3 de julho de 1988

Amanheço folheando o livro sobre a obra de Caspar David Friedrich. Especial atenção à figura de Von der Bricken diante de um mar de névoa. Trata-se de uma homenagem do pintor a um amigo morto, diz a crônica sobre o quadro. Quanto a presença da névoa espessa, que preenche grande parte da tela, deve representar os equívocos de nossa vida terrena, sempre numa constante imprecisão de julgamentos.

 

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França