Frevo reverenciado no abre do Carnaval do Recife

O ritmo genuinamente pernambucano foi o protagonista da festa, sexta (9), no palco do Marco Zero

Alceu Valença botou o Marco Zero para ferver ao lado de Jota Michiles Alceu Valença botou o Marco Zero para ferver ao lado de Jota Michiles  - Foto: Gustavo Gloria

Das mais bonitas a homenagem que o frevo recebeu na noite de abertura do Carnaval do Recife, sexta (9), no Marco Zero. Em 2018, quando completa 111 anos, o ritmo pernambucaníssimo foi o grande protagonista do abre da nossa maior festa de rua. Coube ao secretário executivo de Cultura do Recife, Eduardo Vasconcelos, anunciar o início das atividades carnavalescas. O prefeito Geraldo Julio passou no começo da noite pelo backstage e assistiu ao abre de camarote no Recife Antigo. Os fogos, como já é tradição, marcaram o start. 

Os fogos anunciavam a chegada da festa

Os fogos anunciavam a chegada da festa - Crédito: Gustavo Gloria

Todos a postos para o abre do Carnaval

Todos a postos para o abre do Carnaval - Crédito: Gustavo Gloria

Os pequenos folio¦âes tambe¦üm ja¦ü esta¦âo no meio da festa

Os pequenos foliões também já estão no meio da festa - Crédito: Gustavo Gloria

O frevo de bloco foi representado pelas agremiac¦ºo¦âes mais tradicionais no palco

O frevo de bloco foi representado pelas agremiações mais tradicionais no palco - Crédito: Gustavo Gloria 

O projeto Frevo no Mundo uniu a turma do Quinteto Violado e a orquestra do Maestro Duda com grandes nomes da nossa música, a exemplo de Antônio Nóbrega e Maestro Forró. Se o palco fervia ao som do frevo, o backstage era movimentado pela presença de artistas: Elba Ramalho, Alceu Valença, Lenine, Geraldo Azevedo, Spok, Som da Terra, André Rio, Gustavo Travassos e os homenageados da festa, Jota Michiles e Nena Queiroga. Com exceção de Fafá de Belém, todos que circulavam eram nomes da terra. 

O prefeito Geraldo Julio e a primeira-dama Cristina Mello assistiram à abertura de camarote

O prefeito Geraldo Julio e a primeira-dama Cristina Mello assistiram à abertura de camarote - Crédito: Andréa Rêgo Barros/PCR  

Marcelo Melo, do Quinteto Violado, com Geraldo Azevedo e Alceu Valenc¦ºa

Marcelo Melo, do Quinteto Violado, com Geraldo Azevedo e Alceu Valença- Crédito: Gustavo Gloria

Maestro Spok fez a festa no backstage

Maestro Spok fez a festa no backstage - Crédito: Gustavo Gloria

Nena Queiroga, a homenageada do nosso Carnaval, fez revere¦éncia a Elba no seu look

Nena Queiroga, a homenageada do nosso Carnaval, fez reverência a Elba no seu look - Crédito: Gustavo Gloria

O secreta¦ürio executivo de Cultura do Recife, Eduardo Vasconcelos, e a mulher

O secretário executivo de Cultura do Recife, Eduardo Vasconcelos, e a mulher - Crédito: Gustavo Gloria

Jota Michiles assumiu o palco em seguida. Compositor de canções icônicas da folia pernambucana, a exemplo de "Diabo Louro", o músico recebeu para duetos nomes como Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Fafá de Belém e Elba Ramalho. O saudosismo, com sucessos do frevo-canção, era visto em cada letra, que emocionava o público de outros carnavais.

Jota Michile dividiu o palco com um nome da nova gerac¦ºa¦âo que vem atraindo os olhares, Alme¦ürio

Jota Michile dividiu o palco com um nome da nova geração que vem atraindo os olhares, Almério - Crédito: Gustavo Gloria

 

Alceu Valenc¦ºa botou todo mundo pra danc¦ºar ao som de Diabo Louro

Alceu Valença botou todo mundo pra dançar ao som de Diabo Louro - Crédito: Gustavo Gloria

 

Jota Michiles e Gustavo Travassos

Jota Michiles e Gustavo Travassos - Crédito: Gustavo Gloria

Fafa¦ü, que ja¦ü e¦ü pernambucana, incendiou o palco

Fafá que já é pernambucana, incendiou o palco - Crédito: Gustavo Gloria

A maior diva do nosso Carnaval, Elba Ramalho, arrasou no palco

A maior diva do nosso Carnaval, Elba Ramalho, arrasou no palco - Crédito: Gustavo Gloria

Amigos de outros carnavais, Jota Michiles e Geraldo Azevedo mostraram sintonia total no palco

Amigos de outros carnavais, Jota Michiles e Geraldo Azevedo mostraram sintonia total no palco - Crédito: Gustavo Gloria

Mas foi com Nena Queiroga que o Marco Zero ferveu. A artista, também homenageada do Carnaval do Recife, levou toda a sua energia positiva e alto astral para o palco. O resultado foi muita instigação do público, que se jogou no frevo. O ponto alto foi o dueto com Lenine, outro pernambucano arretado, presença obrigatória na nossa festa.

 

Ayrton Montarroyos buscou inspirac¦ºa¦âo em Marilyn Monroe para o look da abertura

Ayrton Montarroyos buscou inspiração em Marilyn Monroe para o look da abertura - Crédito: Gustavo Gloria

 
Elba Ramalho sempre no seu posto de diva do nosso Carnaval

Elba Ramalho sempre no seu posto de diva do nosso Carnaval - Crédito: Gustavo Gloria

 

 

Andre¦ü Rio

André Rio - Crédito: Gustavo Gloria

 

Dani Hoover e Lula Queiroga

Dani Hoover e Lula Queiroga - Crédito: Gustavo Gloria

 

 

 

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França