Funcionários realizam ato contra a privatização dos Correios

Trabalhadores também se posicionaram contrários às medidas da PEC 55 e das reformas trabalhistas e da Previdência

Paulo Câmara esteve no município de Moreno e subiu na Tribuna 40Paulo Câmara esteve no município de Moreno e subiu na Tribuna 40 - Foto: Andrea Rêgo Barros/PSB

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco (Sintect-PE) também realizou manifestações neste Dia Nacional de Lutas. O ato começou às 9h desta sexta-feira (25), na frente do edifício sede dos Correios, na avenida Guararapes, no Centro do Recife. Os manifestantes entregaram cartas abertas a população, alertando contra a proposta de privatização dos Correios, anunciada pelo Governo Federal. Eles também são contrários à PEC 55, às reformas do Ensino Médio e da Previdência. Os serviços funcionaram normalmente e o ato acabou às 11h.

A manifestação contou com 15 trabalhadores de diversas unidades dos Correios no Estado, além de um carro de som. O ato e parte do Dia Nacional de Lutas, que articula manifestações e paralisações de centrais sindicais de todo o Brasil. O grupo é contrário a diversas medidas propostas pelo Governo Federal e o presidente Michel Temer.

De acordo com o diretor do Sintect, Eliomar Silva, essa foi uma manifestação local, e por isso menor. Ele explica que os trabalhadores se sentem insatisfeitos com a “marginalização” do Governo quanto à empresa. “Os trabalhadores já se sentiam insatisfeitos na gestão anterior, mas piorou na gestão Temer”, explica. Ainda de acordo com Eliomar, os trabalhadores dos Correios devem aderir à manifestação marcada para as 15h na praça do Derby, área Central do Recife.

Veja também

Em dia de novo recorde de casos, máscara obrigatória passa a valer em Portugal
Coronavírus

Em dia de novo recorde de casos, máscara obrigatória passa a valer em Portugal

Oposição reage contra decreto que estuda gestão privada de unidades básicas de saúde
saúde

Oposição reage contra decreto que estuda gestão privada de unidades básicas de saúde