Funkeiro MC Dumel morre na Bahia vítima de coronavírus aos 28 anos

Ele havia recebido resultado positivo para a Covid-19 no domingo (12)

Mc DumelMc Dumel - Foto: Reprodução/Divulgação

O funkeiro MC Dumel, 28, morreu na noite desta quinta-feira (16) vítima do coronavírus. A informação foi confirmada pelo assessor do músico.

Ele havia recebido resultado positivo para a Covid-19 no domingo (12). O carioca ficou internado na UTI do Hospital Couto Maia, em Salvador, desde a última sexta (10), e precisou ser sedado, segundo informou a T-Music Brasil Produções.

O resultado do teste da esposa de Dumel, Andreza Bacellar, 22, também deu positivo. Mas, segundo o assessor, o quadro dela é estável. Ambos estavam no mesmo hospital. Os dois chegaram à Bahia recentemente vindos do Rio de Janeiro, onde o funkeiro estava a trabalho, e apresentaram sintomas de gripe e febre alta durante cinco dias.

Leia também:
Brian Dennehy, ator premiado de 'Rambo' e 'Cocoon', morre aos 81 anos
EUA investiga se coronavírus saiu de laboratório em Wuhan


Na quinta-feira (9), com a piora do quadro de febre e falta de ar, Dumel foi levado ao Hospital Geral Menandro de Faria e colocado em isolamento. Na manhã de sexta (10), foi transferido para UTI e, na noite do mesmo dia, para o Hospital Couto Maia, em Salvador, onde não resistiu.

MC Dumel não tinha nenhuma doença preexistente, como hipertensão ou diabetes.
Seguindo orientações das autoridades, local, data e horário do enterro não serão divulgados para evitar aglomeração.

Vários famosos já foram diagnosticados com o novo coronavírus. Entre as pessoas que já estão curadas da doença estão a atriz Fernanda Paes Leme, 36, e os cantores Di Ferrero, 34, e Preta Gil, 45. No exterior, a doença já foi detectada nos atores Tom Hanks, 63, e Idris Elba, 47, e no tenor espanhol Placido Domingo, 79.

Veja também

Assassinatos de albinos cresceram na pandemia, afirma especialista da ONU
Mundo

Assassinatos de albinos cresceram na pandemia, afirma especialista da ONU

Itapissuma amplia vacinação para pessoas sem comorbidade a partir dos 27 anos
Covid-19

Itapissuma amplia vacinação para pessoas sem comorbidade a partir dos 27 anos