Furtos e brigas geram insegurança na Parada da Diversidade do Recife

Para alguns a festa teve um fim repentino, muitos depoimentos de furto em meio à festa

Parada da Diversidade Arrastão Parada da Diversidade Arrastão  - Foto: Rafael Furtado

Os trios elétricos da 16º Parada da Diversidade mal tinham saído da concentração quando os primeiros relatos de furto aconteceram no Recife. "Eu coloquei a mão no bolso e o celular não estava mais", afirmou uma jovem que se encaminhava para o parque Dona Lindu mas desistiu de participar do evento. Ela não quis se identificar.

Leia também:
Cerca de 500 mil pessoas são esperadas na 16ª Parada da Diversidade


A ação ocorreu sem uso de violência, mas a quantidade de gente dificulta a ação dos policiais. O fotógrafo Anderson Stevens, da Folha de Pernambuco, teve o celular furtado em meio à multidão. "Eu tava saindo de um trio para o outro, estava tendo uma confusão na hora e a gente teve que parar. Nesse empurra-empurra, meteram a mão no meu bolso. Na hora nem senti", contou Anderson.

De acordo com outro participante, mais cedo neste domingo circularam áudios em uma rede social alertando que um grupo estava se preparando para ir ao evento apenas para realizar furtos, arrastões e violência contra as pessoas que integram a Parada. O policiamento na área foi reforçado, mas o comentário é o clima entre algumas pessoas é de insegurança.

Briga
Também foi registrado, por volta das 14h, uma confusão entre dois grupos na avenida Boa Viagem. Confira no vídeo abaixo:



Procurada pelo Portal Folha PE, a Policia Militar de Pernambuco afirmou que em breve a Secretaria de Defesa Social vai divulgar uma nota sobre ocorrências registradas durante a Parada da Diversidade.

Veja também

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu
Enem 2021

Salas têm 80% de ocupação; Defensoria diz que Inep mentiu

Morre de câncer Léo, leão do Parque Estadual de Dois Irmãos
Luto

Morre de câncer Léo, leão do Parque Estadual de Dois Irmãos