Galo chega ao 40º desfile com nove horas de festa e artistas de destaque nacional

Bloco desfilará pelas ruas do Recife com 30 trios elétricos e alegorias que homenageiam Alceu Valença e Jota Michiles

Organização do galo da madrugada deu detalhes de seu 40º desfile de Carnaval Organização do galo da madrugada deu detalhes de seu 40º desfile de Carnaval  - Foto: Felipe Ribeiro/Folha de Pernambuco

A organização do Galo da Madrugada divulgou, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (21), os detalhes de seu 40º desfile de Carnaval. O bloco, que já foi apontado pelo Guiness Book como o maior do mundo, mantém a estrutura com 30 trios elétricos e seis alegorias, que farão referência aos homenageados deste ano: Alceu Valença e Jota Michiles.

Os trios, que percorrerão um total de seis quilômetros, serão animados por artistas de destaque nacional, como Joelma, Fafá de Belém, Maria Gadu, Alceu Valença, Gaby Amarantes, Toni Garrido e Fulô de Mandacaru. Ao todo, serão mais nove horas de festa, que começa às 9h e termina às 18h30. A primeira ala do bloco sai do Galpão do Galo, localizado na avenida Sul, no sentido do viaduto Capitão Temudo.

O desfile ocorre no próximo sábado (25), com concentração no Forte das Cinco Pontas. A expectativa é de que a folia atraia cerca de 6 mil pessoas. O roteiro será o mesmo dos últimos sete anos, saindo da Travessa do Forte e terminando na Rua do Sol. Rômulo Menezes, presidente do Galo, não acredita que a segurança será um problema para o desfile. "Não há nenhuma preocupação além da que temos todos os anos. Confiamos no planejamento do Governo de Pernambuco, que vem dando certo nos últimos anos", afirma.

Veja também

Pai de Henry Borel vê 'estratégia' sobre relatos de supostas agressões sofridas por Monique
Caso Henry Borel

Pai de Henry Borel vê 'estratégia' sobre relatos de supostas agressões sofridas por Monique

Butantan pede à Anvisa autorização para início dos testes com a Butanvac, diz governo de São Paulo
Vacina

Butantan pede à Anvisa autorização para início dos testes com a Butanvac, diz governo de São Paulo