Givanildo dispara contra arbitragem: “fomos garfados”

Treinador questionou marcação que originaram os dois primeiros gols do Avaí

Antônio Campos contesta relatório final sobre acidente que vitimizou Eduardo Campos e outros cinco passageirosAntônio Campos contesta relatório final sobre acidente que vitimizou Eduardo Campos e outros cinco passageiros - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O técnico Givanildo Oliveira deixou o gramado da Ressacada lamentando bem mais do que o fraco desempenho do Náutico diante do Avaí. Para o treinador, a derrota por 3x0 que distanciou o Timbu do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro teve uma “parcela de contribuição” do árbitro Diego Almeida Real. De acordo com Giva, os pernambucanos foram “garfados”.

“Às vezes o trabalho de um ano vai embora por causa de uma arbitragem errada. Mas não posso falar muito. Não foi falta e me disseram que não foi pênalti. A vontade era de xingar, dizer o que estou com vontade, mas não posso para não ser suspenso. Não ganhamos contra o CRB e tivemos um gol limpo que deram impedimento. E agora essa de hoje (sábado). Fomos garfados”, afirmou o técnico, citando os lances que originaram os dois primeiros gols do time catarinense.

Mesmo chateado com a arbitragem, o treinador salientou que o Náutico atuou abaixo do esperado. “Não fizemos um grande jogo e isso também contribuiu (para a derrota). Não vou esconder isso e falar apenas da arbitragem”, citou.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG