Givanildo evita secar adversários na rodada: ‘Temos de fazer a nossa parte’

Para o treinador alvirrubro, não é o momento para o Náutico fazer cálculos

Givanildo Oliveira passa aos atletas que é preciso pensar jogo a jogo na Série BGivanildo Oliveira passa aos atletas que é preciso pensar jogo a jogo na Série B - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

A 27ª rodada da Série B terá dois confrontos que interessam diretamente o Náutico e influenciarão na disputa pelo G4. No Rei Pelé, em Maceió, o CRB recebe o Bahia. Já no Serra Dourada, em Goiânia, o Vila Nova enfrenta o Londrina. Para o Timbu, dois empates é o ideal. Contudo, o técnico Givanildo Oliveira evita pensar em qualquer outro resultado que não seja o da sua equipe diante do Paraná.

“Se a rodada for favorável, melhor, mas não gosto muito disso. Não é o momento de fazer contas. E não adianta torcer contra o adversário e a gente não ganhar nosso jogo. Primeiro temos de fazer a nossa parte”, relembrou o comandante alvirrubro.

Apenas nas últimas cinco rodadas é que Givanildo Oliveira pretende fazer cálculos para conquistar o acesso. Até lá, o objetivo é focar sempre na próxima partida e depois observar a classificação da Série B para saber a situação do Náutico.

“Empatamos dois jogos e ganhamos um. Não subimos muito, mas a distância diminuiu um pouco. Se ganharmos esta partida, a diferença será outra. É o que tenho passado para os atletas. Não gosto muito dessa parte de olhar os adversários, temos é de ganhar e pensar jogo a jogo”, concluiu o treinador.

Veja também

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita
Novo estudo

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita

Aos 80 anos, sogra de Lula morre por complicações da Covid-19
Coronavírus

Aos 80 anos, sogra de Lula morre por complicações da Covid-19